Ir para o conteúdo
BETA

Portal de Informações Institucionais

Universidade Federal de Pelotas

Nome da Disciplina
BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS
CÓDIGO
0400098
Carga Horária
34 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Mecanismos básicos de alterações dos alimentos e fontes de contaminação de alimentos. Prevenção de toxinfecções alimentares e critérios de segurança nas etapas de produção de alimentos. Legislação sanitária de alimentos. Boas Práticas na produção de alimentos. Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle.

Objetivos

Objetivo Geral:

Caracterizar a utilização das Boas Práticas na produção de alimentos e do Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle.

 

Objetivos Específicos:

- Identificar mecanismos de alteração e fontes de contaminação dos alimentos.

- Identificar critérios de segurança para produção de alimentos.

- Caracterizar a legislação sanitária de alimentos.

- Caracterizar a utilização das Boas Práticas na produção de alimentos e do Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle.

Conteúdo Programático

1. Mecanismos básicos de alterações dos alimentos e fontes de contaminação de alimentos.
2. Prevenção de toxinfecções alimentares e critérios de segurança nas etapas de produção de alimentos.
3. critérios seguros para procedimentos e processos no preparo de alimentos (refrigeração, aproveitamento de sobras, descongelamento, manutenção a quente, manutenção a frio, recebimento de alimentos).
4. Legislação sanitária de alimentos: resoluções federais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Portarias estaduais.
5. Boas Práticas na produção de alimentos: boas práticas, procedimentos operacionais padronizados, manual de boas práticas
6. Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle: programa pré requisitos, princípios, utilização em serviços de alimentação, atividades de validação e verificação.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE REFEIÇÕES COLETIVAS – Manual de Práticas de Elaboração e Serviços de Refeição para Coletividade. São Paulo, ABERC, 9ªed. 2009. FRANCO, B. D. G. DE M.; LANDGRAF, M.. Microbiologia dos Alimentos. São Paulo: Atheneu, 2006.182 p. SILVA JR. E. A. Manual de Controle Higiênico-Sanitário em Serviços de Alimentação. São Paulo, Ed. Varela, 6a ed, 2007.

Bibliografia Complementar:

  • FORSTHE, S. Microbiologia da Segurança Alimentar. Porto Alegre: Artmed, 2002. JAY, J. M. Microbiología Moderna de los Alimentos. 4ª ed. Zaragoza: Acribia, 2002, 615 p. RIEDEL, G. Controle Sanitário dos Alimentos. São Paulo: Atheneu, 1996 ICMSF - International Commission on Microbiological Specifications for Foods – APPCC na qualidade e segurança microbiológica de alimentos. São Paulo, Livraria Varela, 1997, 377p. Sites: ANVISA: www.anvisa.gov.br/anvisalegis ABERC: www.aberc.com.br