Ir para o conteúdo
BETA

Portal de Informações Institucionais

Universidade Federal de Pelotas

Nome da Disciplina
ATELIÊ DE ARTES DO VÍDEO
CÓDIGO
0110225
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A prática e a reflexão no terreno da videoarte, da vídeo instalação e da vídeo performance, suas técnicas, conceitos e possibilidades expressivas.

Objetivos

Objetivo Geral:

Oportunizar a concepção e a realização de obras em videoarte, vídeo instalação e vídeo performance,
Partindo de uma possível delimitação destas formas oferecer um panorama através de um repertório variado de possibilidades e processos poéticos ligados à sua produção.
Oferecer referenciais históricos práticos, conceituais, poéticos e técnicos para a prática e a reflexão sobre as artes do vídeo.

Conteúdo Programático

Unidade I – Conceitos, operações e técnicas recorrentes nas artes do vídeo e a caracterização dos seus elementos constitutivos.
Unidade II – Os artistas e as obras exponenciais da arte das artes do vídeo.
Unidade III – As especificidades técnicas e conceituais do vídeo analógico e digital.
Unidade IV – O vídeo e as artes: música, teatro, dança e artes visuais.
Unidade V – Intertextualidade, deslocamento e contaminação dos códigos nas artes do vídeo.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • LUCIE-SMITH, Edward. Os Movimentos artísticos a Partir de 1945. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
  • MACHADO, Arlindo. A Arte do Vídeo. São Paulo: Brasiliense, 1997.
  • RUSH, Michael. Novas Mídias na Arte Contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

Bibliografia Complementar:

  • COELHO, Teixeira. Moderno Pós-Moderno. Porto Alegre: L&PM Editores, 1986.
  • COHEN, Renato. Performance como Linguagem. São Paulo: Perspectiva, 1889.
  • COUCHOT, Edmond. A tecnologia na arte. Da fotografia à realidade virtual. Porto Alegre: UFRGS, 2003.
  • GOLDBERG, RoseLee A arte da performance – do futurismo ao presente. São Paulo: Martins. Fontes, 2006.
  • KRAUSS, Rosalind E. Caminhos da escultura moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
  • LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo, Ed. 34: 1999.
  • TASSINARI, Alberto. O Espaço Moderno. São Paulo: Cosac&Naify, 2003.
  • RICHTER, Hans. Dadá: Arte e Anti-arte. São Paulo Martins Fontes:1993.
  • SANTAELLA,Lucia & NÖTH, Winfried. Imagem. Cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 2000.
  • WOOD, Paul. Arte Conceitual. São Paulo: Cosac&Naify, 2002.