Nome da Disciplina
FAMÍLIA E PARENTESCO
CÓDIGO
1670024
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Discussão de autores clássicos e contemporâneos sobre as relações entre família e parentesco. Atenta-se para as relações entre os cônjuges, entre afins e consangüíneos e formas sociais de filiação.

Objetivos

Objetivo Geral:

Realizar o debate teórico sobre família e parentesco.

 

Objetivos Específicos:

- discutir a família no contexto brasileiro;
- dar subsídios para os estudantes desenvolverem pesquisas num enfoque antropológico sobre dinâmicas familiares na sociedade brasileira.

Conteúdo Programático

1. Família e Parentesco: diferentes perspectivas teórico-conceituais
1.1 evolução
1.2 estrutura e afeto
1.3 papéis sociais e socialização
1.4 família e rede social
1.5 reprodução social
1.6 Individualismo e holismo
1.7 família e memória
1.8 família e honra
2. Família Brasileira
2.1 família patriarcal brasileira
2.2 família brasileira - valor e mudanças.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AZEVEDO, Thales de. Namoro à antiga: tradição e mudança. In: VELHO, Gilberto; FIGUEIRA, Sérvulo Augusto. Família, Psicologia e sociedade. Rio de Janeiro: Campus, 1981.
  • ARAGÃO, Luiz Tarlei de. Em nome da mãe. In: Perspectivas antropológicas da mulher 3. Rio de Janeiro: Zahar,1983.
  • BARROS, Myriam Moraes Lins de. Autoridade e afeto: avós, filhos e netos na família brasileira. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1987.
  • BENEDICT, Ruth. O crisântemo e a espada. São Paulo: Perspectiva, 1972.
  • BOTT, Elizabeth. Família e rede social. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1976.
  • CASTRO, Eduardo Viveiros de. Atualização e contra-efetuação virtual: o processo do parentesco. In: A inconstância da alma selvagem. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.
  • COHN, Clarice. Antropologia da criança. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005. (Coleção Ciências Sociais Passo-A-Passo, n. 57).
  • CORREA, Mariza. Repensando a família patriarcal brasileira. In: ARANTES, Antonio Augusto et. al. Colcha de retalhos: estudos sobre a família no Brasil. Campinas: Editora da Unicamp, 1994.
  • DA MATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. Rio de Janeiro: Zahar, 1983.
  • DUARTE, Luiz Fernando Dias. Da vida nervosa nas classes trabalhadoras urbanas. Rio de Janeiro: Zahar, 1986.
  • DUARTE, Luiz Fernando Dias. Horizontes do indivíduo e da ética no crepúsculo da família. In: RIBEIRO, Ivete; RIBEIRO, Ana Clara Torres. Família em processos contemporâneos: inovações culturais na sociedade brasileira. São Paulo: Loyola, 1995.
  • DUARTE, Luis Fernando Dias. Pouca vergonha, muita vergonha: sexo e moralidade entre as classes trabalhadoras urbanas. In: LOPES, José Sérgio Leite. Cultura e identidade operária: aspectos da cultura da classe trabalhadora. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1985.
  • DURHAN, Eunice Ribeiro. As comunidades rurais tradicionais e a migração. In: A dinâmica da cultura. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.
  • ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do estado. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982.
  • FONSECA,Claudia. Família, fofoca e honra: etnografia de relações de gênero e violência em grupos populares. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2000.
  • FONSECA, Claudia. Caminhos da adoção. São Paulo: Cortez, 1995.
  • FOX, Robin. Parentesco e casamento: uma perspectiva antropológica. Lisboa: Vega, 1986.
  • FREYRE, Gilberto. Casa grande e senzala. Rio de janeiro: Record, 1996.
  • GOODY, Jack. O oriental, o antigo e o primitivo: sistemas de casamento e a família nas sociedades pré-industriais da Eurásia. São Paulo: Edusp, 2008.
  • LEVI-STRAUSS. A família. In: SHAPIRO, Harry (org.). Homem, cultura e sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1956.
  • LEVI-STRAUSS. As estruturas elementares do parentesco. Petrópolis: Vozes, 1982.
  • MEAD, Margaret. Adolescencia, sexo y cultua en Samoa. Buenos Aires: Planeta –Agostini, 1993.
  • MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. São Paulo: Perspectiva, 1988.

Bibliografia Complementar:

  • RADCLIFFE-BROWN, Alfred Reginald. Estrutura e função na sociedade primitiva. Petrópolis: Vozes, 1973.
  • SANTOS, Armindo dos. Antropologia do parentesco e da família. Lisboa: Instituto Piaget, 2006.
  • WOORTMANN, Ellen F. E. Herdeiros, parentes e compadres: colonos do sul e sitiantes do nordeste. São Paulo: Hucitec; Brasília: Editora da UnB,1995.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2018 / 2 40 18 Antropologia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
FLAVIA MARIA SILVA RIETH
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
FAMÍLIA E PARENTESCO Antropologia - Hab. em Antropologia Social (Bacharelado)
FAMÍLIA E PARENTESCO Antropologia - Hab. em Arqueologia (Bacharelado)

Página gerada em 17/12/2018 10:29:11 (consulta levou 0.128172s)