Nome da Disciplina
HISTÓRIA DO TEATRO BRASILEIRO I
CÓDIGO
05000279
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Estudo de matrizes cênicas indígenas, africanas e coloniais, manifestações cênicas populares brasileiras e principais movimentos teatrais nacionais e locais até a primeira metade do século XX, com o surgimento do moderno teatro brasileiro.

Objetivos

Objetivo Geral:

Promover a compreensão e o debate acerca das características do teatro e das atividades dramáticas desenvolvidas no Brasil do período colonial à primeira metade do século XX, abordando aspectos históricos, sociais, culturais e estéticos. Desenvolver estudos sobre gêneros, encenações, textos dramáticos, estilos de interpretação e os artistas brasileiros.

 

Objetivos Específicos:

Promover a compreensão e o debate acerca das características do teatro e das atividades dramáticas desenvolvidas no Brasil do período colonial à primeira metade do século XX, abordando aspectos históricos, sociais, culturais e estéticos. Desenvolver estudos sobre gêneros, encenações, textos dramáticos, estilos de interpretação e os artistas brasileiros.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1 – PRIMEIRAS MANIFESTAÇÕES CÊNICAS
1.1 Matrizes cênicas indígenas, africanas e portuguesas no período colonial
1.2 Teatro catequético jesuíta

UNIDADE 2 – PANORAMA DE MOVIMENTOS TEATRAIS BRASILEIROS
2.1 O Romantismo e Realismo no Brasil
2.2 A comédia de costumes
2.3 As companhias e seus grandes atores: de João Caetano a Procópio Ferreira
2.4 As mulheres no teatro brasileiro: atrizes, diretoras, produtoras e chefes de companhias
2.5 Os negros no teatro brasileiro: de Benjamin de Oliveira a Abdias do Nascimento

UNIDADE 3 – MANIFESTAÇÕES CÊNICAS POPULARES BRASILEIRAS
3.1 Os folguedos folclóricos e danças dramáticas das diversas regiões do Brasil: bumba-meu-boi, cavalo-marinho, maracatu, jongo, cavalhadas, congadas, pastorinhas,
reisados, mamulengo, etc.
3.2 As festas populares e suas expressões cênicas
3.3 A relação entre religiosidade e cena nos rituais afrodescendentes
3.4 O circo-teatro e seus desdobramentos no Brasil
3.5 O circo e os palhaços brasileiros: história e contemporaneidade
3.6 Os grandes atores e atrizes populares cômicos

UNIDADE 4 – O TEATRO DE REVISTA
4.1 Da crítica política às grandes vedetes

UNIDADE 5 – O SURGIMENTO DO MODERNO TEATRO BRASILEIRO
5.1 O teatro na Semana de Arte Moderna
5.2 As iniciativas estudantis e amadoras
5.3 Vestido de noiva: o surgimento do moderno teatro brasileiro

UNIDADE 6 – PANORAMA DO TEATRO NO RIO GRANDE DO SUL DO SÉCULO XVII À PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX
6.1 O teatro no RS: surgimento e desenvolvimento
6.2 O teatro de Qorpo Santo

A disciplina cumpre com as exigências legais de inserção dos conteúdos de cultura afro-brasileira e indígena nos cursos de licenciatura, conforme dispositivos que regem as leis 10.639 e 11.645.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CAFEZEIRO, Edwardo. História do teatro brasileiro. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1996. Disponível em: .
  • FARIA, João Roberto (dir.). História do teatro brasileiro I: das origens ao teatro profissional da primeira metade do século XX. São Paulo: Perspectiva/SESC, 2012
  • GUISNBURG, J. et al. Dicionário do teatro brasileiro: temas, formas e conceitos. 2ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2009
  • MAGALDI, Sábato. Panorama do teatro brasileiro. 6ª ed. São Paulo: Global, 2004

Bibliografia Complementar:

  • ABREU, Joana. Módulo 26 – Arte e Cultura Popular. Brasília, UAB/UnB, 2011, p. 7-33. (PDF)
  • BELÉM, Elisa. Notas sobre o teatro brasileiro: uma perspectiva descolonial. Sala Preta, PPGAC/USP, v. 16, n. 1, 2016, p. 120-131
  • DOMINGUES, Petrônio. Tudo preto: A invenção do teatro negro no Brasil. Luso-Brazilian Review, V. 46, N. 2, 2009, p. 113-128.
  • FARIA, João Roberto (dir.). História do teatro brasileiro II: do modernismo às tendências contemporâneas. São Paulo: Perspectiva/SESC, 2012
  • FARIA, João R. José de Alencar e o teatro. São Paulo: Perspectiva, col. “Estudos”, 1987
  • FARIA, João R. O teatro realista no Brasil: 1855-1865. São Paulo: Perspectiva, col. “Estudos”, 1993.
  • GEORGE, David. Teatro e antropofagia. São Paulo: Global, 1985.
  • GUISNBURG, J; PATRIOTA, Rosangela. Teatro brasileiro: ideias de uma história. São Paulo: Perspectiva, col. “Debates”, 2012.
  • HESSEL, Lothar. O teatro no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 1999.
  • LEITE, Luiza Barreto. A Mulher no Teatro Brasileiro. Rio de Janeiro: Edições Espetáculo, 1965
  • LIGIÉRO, Zéca. Performance afro-ameríndia. In: Corpo a corpo – estudo das performances brasileiras. Rio de Janeiro: Garamond, 2011, p. 67-74
  • LIMA, Evani Tavares. Por uma história negra do teatro brasileiro. Urdimento, v.1, n.24, 2015, p. 92-104
  • MAGALDI, Sábato. Moderna dramaturgia brasileira. São Paulo: Perspectiva, col. “Estudos”, 2008
  • MAGALDI, Sábato. Nelson Rodrigues: dramaturgia e encenações. 2ª ed. 1ª reimp. São Paulo: Perspectiva, col. “Estudos”, 2010.
  • MARQUES, Daniel. O palhaço negro que dançou a chula para o Marechal de Ferro. Sala Preta, USP, n. 06, 2006. Disponível em: http://www.eca.usp.br/salapreta/PDF06/SP06_06.pdf
  • MARTINS, Leda Maria. A cena em sombras. São Paulo: Perspectiva, 1995.
  • MERÍSIO, Paulo. O Circo-Teatro. In: FARIA, João Roberto (org.) História do Teatro Brasileiro. Vol 2 – Do Modernismo às Tendências contemporâneas. São Paulo: Perspectiva / Edições SESC, 2013, p. 433-446
  • MOSTAÇO, E. Considerações sobre História do Teatro Brasileiro. Sala Preta, PPGAC/USP, v. 15, n. 1, 2015, p. 249-264.
  • PONTES, Heloísa. Inventando nomes, ganhado fama: as atrizes do teatro brasileiro, 1940-68. Etnográfica, 2008, v. 12 (1), p. 173-194
  • PEIXOTO, Fernando. Um teatro fora do eixo: 1953-1963. São Paulo: Hucitec, 1993
  • PRADO, Décio de Almeida. Apresentação do teatro brasileiro moderno: crítica teatral (1947 – 1955). São Paulo: Martins, 1956
  • PRADO, Décio. História concisa do teatro brasileiro. São Paulo: EDUSP, 1999.
  • PRADO, Décio. João Caetano: o ator, o empresário, o repertório. São Paulo: Perspectiva, col. “Estudos”, 1972.
  • PRADO, Décio. O drama romântico brasileiro. São Paulo: Perspectiva, col. “Debates”, 1996.
  • PRADO, Décio. O teatro brasileiro moderno. 3ªed. 2ª reimp. São Paulo: Perspectiva, col. “Debates”, 2009.
  • PRADO, Décio. Procópio Ferreira. São Paulo: Brasiliense, 1984.
  • PRADO, Décio. Teatro de Anchieta a Alencar. São Paulo: Perspectiva, col. “Debates”, 1993.
  • TINHORÃO, José Ramos. Festa para o povo é festança. In: Cultura Popular – temas e questões. 2ª. ed. São Paulo: Ed. 34, 2001, p. 17-26.
  • TINHORAO, José R. Circo brasileiro, local do universal. In: Cultura Popular – temas e questões. 2ª. ed. São Paulo: Ed. 34, 2001, p. 85-114
  • VENEZIANO, Neyde. O teatro de revista no Brasil. São Paulo: UNICAMP/Pontes, 1991.

Página gerada em 14/11/2019 09:30:03 (consulta levou 0.173925s)