Nome da Disciplina
CRÍTICA TEATRAL
CÓDIGO
05000673
Carga Horária
30 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Panorama da crítica teatral no Brasil. Produção de críticas teatrais. A crítica como um trabalho criativo.

Objetivos

Objetivo Geral:

O aluno ao término do semestre deverá ser capaz de identificar a crítica como um gênero discursivo e textual, bem como compreender o desenvolvimento da crítica teatral no Brasil, desenvolvendo exercícios críticos a partir de obras cênicas.

 

Objetivos Específicos:

O aluno ao término do semestre deverá ser capaz de identificar a
crítica como um gênero discursivo e textual, bem como compreender
o desenvolvimento da crítica teatral no Brasil, desenvolvendo
exercícios críticos a partir de obras cênicas.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1 – INTRODUÇÃO
1.1 O que é crítica. As especificidades da crítica teatral
1.2 A função da crítica
1.3 A crítica teatral como um trabalho criativo e técnico

UNIDADE 2 – PANORAMA DA CRÍTICA TEATRAL BRASILEIRA
2.1 Poetas e romancistas (meados do século XIX e início do XX)
2.2 O impacto do advento do rádio e do cinema (1900 – 1939)
2.3 A moderna crítica teatral (1940 – 1968)
2.4 A crise de identidade da crítica (de 1970 adiante)
2.5 A crítica na era digital
2.6 A crítica para além do espetáculo (relatos de criação)

UNIDADE 3 – A PRODUÇÃO DE CRÍTICAS TEATRAIS
3.1 A análise do acontecimento cênico a partir de distintos elementos: recepção, dramaturgia, encenação, interpretação, cenário, figurino, sonoplastia, trilha, composição coreográfica, ritmo, atmosfera etc.
3.2 Os distintos estilos (a persona por detrás da crítica) e formas (os objetivos da crítica)
3.3 Semiologia teatral e os elementos da cena
3.4 Crítica literária e crítica espetacular

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • GUINSBURG, J., COELHO NETO, J. T. e CARDOSO, Reni C., organizadores. Semiologia do teatro. São Paulo: Perspectiva, 1988.
  • HELIODORA, Barbara; DEL RIOS, Jefferson; MAGALDI, Sábato. A função da crítica. São Paulo: Giostri, 2014.
  • PAVIS, Patrice. A análise dos espetáculos: teatro, mímica, dança, dança-teatro, cinema. 2.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008
  • PRADO, Décio de Almeida. Apresentação do teatro brasileiro moderno: crítica teatral de 1947-1955. São Paulo: Perspectiva, 2001
  • UBERSFELD, Anne. Para ler o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2005.

Bibliografia Complementar:

  • AGORA CRÍTICA TEATRAL. http://www.agoracriticateatral.com.br
  • BARTHES, Roland, Crítica e verdade. São Paulo: Perspectiva, 2007.
  • BARTHES, R. Escritos sobre teatro. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • BERNSTEIN, Ana. A crítica cúmplice: Décio de Almeida Prado e a formação do teatro brasileiro moderno. São Paulo: Instituto Moreira Sales, 2005
  • BORNHEIM, Gerd. Gênese e metamorfose da crítica. In: Páginas de Filosofia da arte. Rio de Janeiro: Ed. Uapê, 1998.
  • BOSI, Alfredo. Reflexões sobre a arte. São Paulo: Ática, 1995
  • BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.
  • BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: EDUSP, 2007.
  • BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2007.
  • CANDIDO, Antônio. Crítica e sociologia. In: Literatura e Sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006
  • CARVALHO, Sérgio. O fim anunciado: a crítica de teatro vive seus últimos dias. In: Revista Bravo. Ano2, N. 20. São Paulo, 1999.
  • CARLSON, Marvin. Teorias do teatro. São Paulo: Editora da Unesp, 1997.
  • COELHO, Marcelo. Jornalismo e crítica. In: Rumos da crítica. São Paulo: Itaú Cultural/Senac, 2000
  • DORT, Bernard. O teatro e sua realidade. São Paulo: Perspectiva, 1977.
  • ECO, Umberto. Obra aberta. São Paulo: Perspectiva, 1971
  • FOUCALT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • GARCIA, Maria Cecília. Reflexões sobre a crítica teatral nos jornais. São Paulo: Mackenzie, 2004
  • GUINSBURG, J. A cena em aula. São Paulo: Edusp, 2009
  • HORIZONTE DA CENA. http://www.horizontedacena.com
  • MAGALDI, Sábato. Moderna dramaturgia brasileira. São Paulo: Perspectiva, 1998
  • MAGALDI, Sábato. O texto no teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.
  • MAGALDI, Sábato. Panorama do teatro brasileiro. São Paulo: Global, 2004.
  • MICHALSKI, Yan, e Peixoto, Fernando, org. Reflexões sobre o teatro brasileiro no século XX. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2004.
  • MICHALSKI, Yan. O declínio da crítica na imprensa brasileira. Cadernos de Teatro do Tablado, número 100, janeiro/junho de 1984.
  • MOISÉS, Leyla Perrone. Falência da crítica. São Paulo: Perspectiva, 1973.
  • MORLEY, David. Televisión, audiências e estudios culturales. Buenos Aires: Amorrortu, 1996
  • ORTIZ, Renato. A Moderna tradição brasileira: cultura brasileira e indústria cultural. São Paulo: Brasiliense, 1988.
  • PRADO, Décio de Almeida. Exercício findo: crítica teatral (1964-1968). São Paulo: Perspectiva, 1987
  • QUESTÃO DE CRÍTICA. http://www.questaodecritica.com.br SATISFEITA, YOLANDA? http://www.satisfeitayolanda.com.br/blog

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
CRÍTICA TEATRAL Teatro (Licenciatura - Noturno)

Página gerada em 18/07/2019 14:35:43 (consulta levou 0.125911s)