Nome da Disciplina
CONFORTO AMBIENTAL PARA EDIF.AGRÍCOLAS
CÓDIGO
0570081
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Fisiologia e meio ambiente para animais e plantas. Necessidades ambientais. Produção de calor. Vazões de ventilação. Insolação. Iluminação natural. Balanços de calor e umidade. Aquecimento. Resfriamento. Ventilação natural e mecânica. Instrumentação. Análise ambiental de edificações agrícolas.

Objetivos

Objetivo Geral:

-Estabelecer parâmetros construtivos e estratégias de projeto que permitam projetar edificações agrícolas com ambiência adequada aos animais confinados, às plantas cultivadas, aos produtos armazenados e ao homem rural.
-Analisar as condições de conforto ambiental natural de edificações agrícolas.

 

Objetivos Específicos:

-Conhecer a relação entre o meio ambiente e a produção animal e vegetal;
-Calcular perdas e ganhos de calor em uma edificação;
-Identificar necessidade de aquecimento ou resfriamento em ambientes construídos;
-Projetar elementos construtivos que controlem a insolação na edificação;
-Projetar sistemas de aberturas de uma edificação.

Conteúdo Programático

Introdução
A disciplina e currículo do curso. Ambiência, animais confinados, plantas em estufas e produtos armazenados. Fisiologia e meio ambiente. Ambiência e produtividade. Parâmetros ambientais e seu controle. Viabilidade econômica.
Unidade 1: Caracterização dos Climas do Rio Grande do Sul e de Pelotas
Clima, fatores e elementos climáticos. Clima do Rio Grande do Sul e regiões climáticas. Dados climáticos de Pelotas
Unidade 2: Termodinâmica Aplicada
Definição de quantidades e propriedades térmicas ligadas à transmissão de calor em edificações. Trocas de calor através da construção. Inércia térmica. Materiais Isolantes térmicos. Amortecimento e retardo térmicos. Psicrometria analítica e gráfica.
Unidade 3: Insolação e Radiação Solar
Geometria solar, Movimento aparente do sol. Construção e uso da Carta Solar. Coordenadas solares. Sombras; insolação de fachadas e interiores; quebra-sóis. Radiação incidente; temperatura equivalente sol-ar. Ganhos de calor por radiação solar.
Unidade 4: Termorregulação
Homeotermia e termorregulação. Mecanismos fisiológicos. Temperaturas corporal e efetiva. Índices e zona de conforto. Mecanismos de trocas térmicas entre o animal e o meio ambiente. Produção de calor sensível, latente e total. Fórmulas e tabelas.
Unidade 5: Balanços de Calor
Identificação dos ganhos e perdas de calor de uma edificação. Tipos de balanços: balanço de calor sensível simplificado; balanço de calor total e de massa.
Unidade 6: Ventilação
Objetivos. Vazões mínimas de ventilação. Ventilação natural por efeito de chaminé e por vento natural. Sistemas de aberturas da edificação p/ projeto de ventilação mecânica.
Unidade 7: Análise Térmica das Edificações
Estratégias de verão e de inverno. Dimensionamento e controle das aberturas. Análise térmica das edificações.
Unidade 8: Conforto Lumínico Natural
Iluminação natural; vantagens e desvantagens; fatores influentes. Métodos de dimensionamento.
Unidade 9: Conforto Acústico
Som, ruído. Propagação do som; meios. Ouvido humano. Materiais isolantes acústicos. Isolamento acústico em agroindústrias.
Unidade 10: Tópicos Especiais
Casa de Vegetação: necessidades ambientais p/ plantas. Iluminação suplementar e fotossíntese. Fotoperíodo. Balanço de calor total e de massa.
Instrumentação: equipamentos para medir temperatura, temperatura radiante, umidade, radiação solar, vento (velocidade e direção) e outros. Tipos. Sistemas manual e automático de aquisição de dados.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ABNT – NBR 15220 – Desempenho Térmico de Edificações. 2003.
  • BAÊTA, Fernando C.; SOUZA, Cecília F. Ambiental em edificações rurais: conforto animal. Viçosa: UFV, 1997. 246p.
  • NÃÃS, Irenilza Alencar. Princípios de conforto térmico na produção animal. São Paulo: Ícone, 1989. 183p.

Bibliografia Complementar:

  • CARVALHO, Benjamin de A. Técnica da orientação dos edifícios. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico,1970. 106p.
  • COSTA, Ennio Cruz da. Física aplicada à construção: conforto térmico. São Paulo: Edgard Blücher, 1982.
  • COSTA, Ennio Cruz da. Arquitetura ecológica: condicionamento térmico natural. São Paulo: Edgard Blücher, 1974.
  • FROTA, Anésia Barros; SCHIFFER, Sueli Ramos. Manual de conforto térmico. São Paulo: Nobel, 1988. 228p.
  • HERTZ, John B. Ecotécnicas em arquitetura: como projetar nos trópicos úmidos do Brasil. São Paulo: Pioneira, 1998. 125p.

Página gerada em 09/12/2018 20:32:00 (consulta levou 0.080568s)