Nome do Projeto
Processos Mentais e aprendizagem de sujeitos com Síndrome de Asperger
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/05/2009 - 31/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Psicologia - Processos Perceptuais e Cognitivos; Desenvolvimento
Resumo
O Termo Síndrome de Asperger é utilizado para descrever uma perspectiva moderada do espectro autista, inserindo-se nos chamados Transtornos Invasivos do Desenvolvimento. Apresenta como características principais: dificuldades dos sujeitos com neologismos, linguagem recitada, função comunicativa limitada, não metaforização de situações, limitação de fantasias, preferência por ambientes domésticos, objetos pessoais e situações cotidianas, incoordenação motora, contato social pobre, rigidez de procedimentos, desorganização em situações de surpresas, inabilidade nas relações interpessoais e inteligência preservada, com áreas de interesse específicas. Pode ser considerada um tipo novo (do ponto de vista de estudos organizados) de transtorno de desenvolvimento, sendo designada como tal somente nos últimos quinze anos e inserida no DSM apenas em 1994. A presente proposta apresenta como objetivos principais: compreensão do universo autista e análise dos processos de cognição e aprendizagem de sujeitos com Síndrome de Asperger. A opção pela Síndrome de Asperger deve-se por ser esta a de maior incidência no espectro autista, pelo estranhamento que causa e, principalmente, porque os acometidos possuem a compreensão de suas “diferenças”, na medida em que apresentam funcionamento cognitivo que lhes permite esse entendimento, o que pode implicar sofrimento maior, principalmente na adolescência, chegando a quadros depressivos. As causas estudadas da Síndrome ainda são diversas, compreendendo desde a estrutura e funcionalidade cerebral, até o entendimento de que seja causada por um déficit cognitivo central, a chamada metarepresentação. Utilizando recursos teóricos da neurociência cognitiva, entre outros, o presente estudo visa mapear as diferentes compreensões e funcionamentos cognitivos e de aprendizagem de sujeitos asperger, buscando referências que oportunizem sua inserção social e educacional. Para tal, o trabalho será desenvolvido em duas perspectivas, uma de pesquisa bibliográfica e outra a partir do estudo de caso de quatro sujeitos diagnosticados como portadores da Síndrome de Asperger, suas famílias, escolas e possíveis profissionais que estejam envolvidos em tratamento. Palavras-chave: Autismo, Síndrome de Asperger, aprendizagem mediada, metacognição, Teoria de mente.

Objetivo Geral

Objetivos:
Geral: Oportunizar a compreensão do universo autista- Síndrome de Asperger , a construção de espaços de desenvolvimento e aprendizagem;


Específicos:
- Compreender o universo autista em diferentes aspectos, estabelecendo a interface entre a neurociência cognitiva, a psicologia do desenvolvimento e as teorias de ensino-aprendizagem para sujeitos Síndrome de Asperger;
- Analisar como se dá o processo de cognição e aprendizagem de Autistas em diferentes contextos, estabelecendo as referências para os sujeitos com Síndrome de Asperger, refletindo sobre as formas possíveis de intervenção e a criação de estratégias pedagógicas que oportunizem a inserção e cidadania;
- Contribuir para a formação inicial e continuada de professores, a partir dos elementos compreensivos dos processos cognitivos e suas transposições didáticas.
- Contribuir para provocar avanços teórico-práticos no campo de estudo proposto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ISADORA ALBRECHT PELLEGRINI1201/08/201331/07/2014

Página gerada em 14/12/2018 08:16:20 (consulta levou 0.071724s)