Nome do Projeto
Caracterização molecular de genes e elementos transponíveis envolvidos na resposta ao estresse salino no genoma do arroz
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2010 - 01/04/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Resumo
O arroz (Oryza sativa L.) é um dos cereais mais cultivados no mundo, caracterizando-se como uma espécie de grande importância social e econômica. O Brasil é o principal produtor fora do continente asiático, sendo o estado do Rio Grande do Sul responsável por aproximadamente 50% da produção nacional deste grão. Atualmente, o arroz tem sido descrito como espécie modelo para estudos em gramíneas, devido ao reduzido tamanho do seu genoma, disponibilidade de muitos mapas genéticos, protocolos estabelecidos para transformação genética e genoma completamente sequenciado. A produtividade é o objetivo principal dos programas de melhoramento do arroz, entretanto, caracteres como qualidade industrial, resistência a pragas e moléstias (estresses bióticos), tolerância ao frio, salinidade, encharcamento, toxidez por alumínio ou ácidos orgânicos (estresses abióticos), torna-se fundamental para o ganho genético na espécie. Dentre os fatores abióticos a salinidade dos solos constitui um problema para a agricultura irrigada ou ainda como fator limitante para o cultivo em algumas regiões com solos salinos. Diante disto, o estudo da rede gênica responsável pelo controle do caráter é importante para identificação de marcadores moleculares a serem utilizados na seleção assistida. Este projeto visa identificar e estudar genes envolvidos na resposta ao estresse salino e possíveis interações entre estes genes e elementos transponíves. Para tanto, serão realizadas análises para verificar a expressão diferencial de genes potencialmente envolvidos na resposta ao estresse salino; caracterização e identificação in silico da topologia e distribuição de transposons em regiões do genoma do arroz que contenham genes responsivos à salinidade; análise da movimentação de tais elementos transponíveis e confirmação da expressão diferencial dos genes relacionados à salinidade através da técnica de PCR em tempo real.

Objetivo Geral

• Identificar, no genoma do arroz, genes expressos diferencialmente sob estresse salino, durante o cultivo in vitro, utilizando a metodologia cDNA-AFLP.
• Buscar no banco de dados do genoma do arroz sequências de genes envolvidos no metabolismo do estresse salino e de elementos transponíveis que estejam presentes no genoma do arroz.
• Investigar no genoma estrutural do arroz, os genes identificados através da técnica cDNA-AFLP, utilizando o programa BLAST e verificar a presença de elementos transponíveis próximos aos genes expressos em resposta ao estresse salino.
• Identificar regiões genômicas onde existam genes de tolerância à salinidade e elementos transponíveis próximos a estes genes, bem como regiões onde existam genes de tolerância sem a presença de retrotransposons próximos, a fim de identificar a movimentação dos elementos nas proximidades dos genes mediante o estresse.
• Desenhar primers que permitam a amplificação na região e nos flancos dos blocos contendo genes de tolerância e elementos transponíveis, bem como, nos blocos contendo apenas os genes de tolerância.
• Analisar se o nível de expressão dos genes de tolerância é alterado pela entrada ou saída de elementos transponíveis nas regiões próximas a estes genes.
• Regenerar as plantas cultivadas in vitro, sob estresse salino, onde serão identificadas as seqüências de interesse.
• Analisar os genótipos, após aclimatização, até geração F2 e subseqüentes, a fim de identificar se as mutações causadas pelos elementos transponíveis são características herdáveis.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
1
1
4
4
10
20
PRISCILA ARIANE AULER1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 10.000,00

Página gerada em 17/12/2018 17:30:33 (consulta levou 0.092867s)