Nome do Projeto
Potencial antifúngico e toxicidade dos óleos essenciais de Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2011 - 01/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Farmacologia e Terapéutica Animal
Resumo
Em animais, o estudo de fitoterápicos no tratamento de infecções causadas por leveduras e até mesmo por bactérias ainda são escassos, todavia vem despertando interesse, principalmente por se tratar de fármacos naturais, com custos menores e também por se apresentarem de forma geral com menores efeitos tóxicos, principalmente quando comparados aos antimicrobianos disponíveis para uso. Neste contexto, os vegetais da família Lamiaceae, com destaque para o Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis vêm sendo avaliados principalmente quanto a sua atividade antimicrobiana, antiinflamatória e quimioterápica demosntrando resultados satisfatórios. A busca por melhor qualidade de vida e, o crescente número de animais de estimação estimula o estudo destas plantas com potencial terapêutico, visto que em humanos esta linha de pesquisa está sendo bem desenvolvida. Assim, a determinação do potencial tóxico dos extratos vegetais a serem utilizados em um estudo, se torna de suma importância, pois a possibilidade de toxicidade pode ser um limitante para a aplicação prática dos fitoterápicos.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Avaliar os efeitos antifúngicos in vitro e a toxicidade in vivo dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis.

Objetivos específicos
- Identificar os principais componentes químicos dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis utilizados no estudo;
- Avaliar a atividade antifúngica in vitro dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis frente a leveduras isoladas da cavidade oral de cães, cepas de casos clínicos e cepas padrões;
- Avaliar o potencial de aderência in vitro de leveduras e, potencial antiaderente in vitro de diferentes concentrações dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis;
- Avaliar a irritação/corrosão dérmica aguda dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis em coelhos albinos (Orictolagus cuniculus);
- Avaliar a irritação/corrosão ocular aguda dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis em coelhos albinos (Orictolagus cuniculus);
- Avaliar a sensibilização cutânea dos óleos essenciais de O. vulgare, O. majorana e R. officinalis em cobaios (Cavia porcellus).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
2
8
CAROLINE BOHNEN DE MATOS201/01/201201/07/2014
CLAUDIA GIORDANI201/01/201201/07/2014
GABRIELA DE ALBUQUERQUE1201/04/201431/07/2014
GABRIELA DE ALBUQUERQUE201/01/201201/07/2014
MARYANE DIAS ARAUJO DA SILVA201/01/201201/07/2014
MARYANE DIAS ARAUJO DA SILVA1201/08/201331/03/2014
MARYANE DIAS ARAUJO DA SILVA1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
CNPqR$ 0,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 0,00

Página gerada em 12/12/2018 12:46:37 (consulta levou 0.084088s)