Nome do Projeto
ANÁLISE QUÍMICA DA MADEIRA DE TRÊS ESPÉCIES DE EUCALIPTO QUANDO SUBMETIDAS AO ENCHARCAMENTO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2010 - 01/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Resumo
Os extrativos que conferem durabilidade natural à madeira são normalmente formados durante a transformação do alburno em cerne, sendo de caráter fenólico e polifenólico, que se acumulam nos lumes e paredes das células, resultando, na maioria das vezes, numa coloração mais escura do cerne (OLIVEIRA et al., 2005). Todavia, nem todas as madeiras apresentam durabilidade natural. Alguns agricultores, sem comprovações científicas, encharcam a madeira por um período médio de um ano, e por experiência desses verifica-se que a resistência a agentes xilófagos aumenta. Entretanto, apesar das diversas formas de tratamento da madeira, ainda há necessidade de soluções ecologicamente corretas. Então, buscou-se estudar a durabilidade natural da madeira sem necessidade de tratamento preservativo, após período de encharcamento. O presente trabalho tem como objetivo analisar quimicamente a madeira de três espécies de eucalipto quando submersas em água. Para a realização do mesmo foram selecionadas ao acaso, 15 árvores de três diferentes espécies de eucalipto, conforme norma COPANT (1971) e ASTM D5536-94 (1995), todas procedentes da Fazenda Palma localizada no município de Pelotas – RS. Cada espécie será dividida em 30 corpos-de-prova, em que cada uma deverá conter 60 cm de comprimento e um diâmetro mínimo de 8 cm e máximo de 10 cm. De cada 60 cm será retirada uma fatia de 2 cm, a qual irá para uma câmara climatizada e servirá de testemunha, já os 58 cm restantes serão submersos em água em açude pertencente a uma propriedade particular localizada em Canguçu. Após sorteio e retirada das 3 repetições de cada espécie em estudo, do material com então 58 cm mantido no açude, serão retirados 8 cm, desse comprimento será desprezado 2 cm, devido a influência do meio externo. Então, serão analisados os 6 cm restantes, bem como os discos de 2 cm mantidos como testemunhas na câmara climatizada. Para tanto, será realizada, análise por cromatografia líquida, determinação da solubilidade da madeira em etanol/tolueno 1:2, medição da absorção ultravioleta, teor de cinzas e clorito modificado, seguindo as normas ABCP M/68 e Tappi T204-05-76.

Objetivo Geral

Analisar quimicamente a madeira de três espécies de eucalipto quando submersas em água.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
16
RAFAEL BELTRAME401/07/201001/07/2014
TAINISE VERGARA LOURENÇON1601/07/201001/07/2014

Página gerada em 20/06/2019 02:25:53 (consulta levou 0.145264s)