Nome do Projeto
A Gravura Contemporânea Não-tóxica
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2011 - 15/12/2013
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Artes - Gravura
Resumo
A pesquisa “Gravura Contemporânea não-tóxica” procura verificar a eficácia, a sustentabilidade e a exeqüibilidade de processos que possam ser utilizados como métodos alternativos para a realização de gravuras, especialmente na gravura em metal, com materiais não-tóxicos. Este projeto procura enfatizar o uso de bases acrílicas como alternativas para a realização de gravuras, especialmente na gravura em metal, por se tratarem de processos sustentáveis que não agridem o meio ambiente nem a saúde do artista-gravador. Nesta pesquisa, pretendemos também abordar as características de exeqüibilidade das operações e métodos utilizados nos procedimentos não-tóxicos, e incrementar a infra-estrutura necessária no Ateliê de Gravura para que estas alternativas possam ser disponibilizadas e sejam viáveis para a realização das imagens através do meio gráfico, relacionando estes processos com os princípios de inovação e de sustentabilidade trazidos por estas novas tecnologias. Nosso interesse está igualmente voltado para a formação das futuras gerações de artistas-gravadores que poderão incorporar em suas práticas estes novos recursos para suas realizações gráficas. O projeto aqui apresentado partiu de pesquisas realizadas no Ateliê de Gravura da UFPel: “Gravura não-tóxica: novos procedimentos, materiais e métodos alternativos”, iniciada em 2007, e a pesquisa “Alternativas não-tóxicas para a Gravura”, iniciada no final de 2008.

Objetivo Geral

- Objetivo Geral:
Desenvolver métodos e processos alternativos para a realização de imagens através de matrizes gráficas que incluam tecnologia limpa, para a não agressão do meio ambiente nem prejuízo da saúde do artista-gravador.
- Objetivos Específicos:
1. Gravar a imagem na matriz de metal através do uso de filmes “fotopolímeros” que podem ser gravados com água, e demais bases acrílicas para preparação das matrizes de metal;
2. Realizar experimentos com uso de papéis “poliéster” foto-sensíveis para realizar matrizes;
3. Comparar estas possibilidades de tecnologia limpa com os tradicionais processos de gravação na gravura em metal;
4. Considerar possíveis repercussões destas alternativas não-tóxicas no ensino de gravura, pensando já nas futuras gerações de artistas-gravadores;
5. Modificar os equipamentos do ateliê para uso das alternativas não-tóxicas;
6. Registrar em imagens com fotos e filmagens digitais todos os processos desenvolvidos na realização desta pesquisa;
7. Sistematizar as descobertas obtidas durante esta pesquisa;
8. Manter e melhorar os aspectos qualitativos e econômicos do produto final incorporando estes princípios de sustentabilidade da gravura em metal.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
12
12
ANDRÉ BARBACHAN SILVA1201/03/201331/07/2013
GIOVANNI FONSECA BOSICA1201/08/201228/02/2013
THIAGO MATHEUS COSTA GUEDES1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 09/12/2018 17:38:11 (consulta levou 0.080604s)