Nome do Projeto
DESENVOLVIMENTO E UTILIZAÇÃO DA SEGUNDA VERSÃO DO MODELO LAVRAS SIMULATION OF HYDROLOGY (LASH)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2011 - 01/08/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Civil - Hidrologia
Resumo
A modelagem hidrológica tem sido largamente usada para avaliar o impacto de diferentes cenários de uso do solo na qualidade dos recursos hídricos em bacias hidrográficas. A maioria dos países em desenvolvimento, como o Brasil, tem escassez de dados em escala de bacias hidrográficas, podendo ser neste caso inviável aplicar modelos hidrológicos complexos que necessitem uma grande quantidade de dados. Para superar esse inconveniente pode ser aconselhável escolher modelos hidrológicos baseados em formulações mais simples, os quais usam uma base de dados reduzida, como é o caso do modelo LASH, o qual foi desenvolvido pelo proponente deste projeto. Trata-se de um modelo contínuo de simulação, classificado como determinístico e de embasamento semi-conceitual, que simula os seguintes componentes em incrementos diários de tempo: evapotranspiração, interceptação, ascensão capilar, disponibilidade de água no solo, escoamento superficial direto, escoamento subsuperficial e escoamento de base. O modelo LASH já foi utilizado com sucesso em duas bacias hidrográficas no Brasil com áreas de drenagem bem distintas. Neste projeto tem-se por objetivo aperfeiçoar o modelo computacional LASH, através do desenvolvimento de sua segunda versão, tornando-o mais completo e com maior aplicabilidade, comprovando seu potencial como uma ferramenta para a gestão dos recursos naturais solo e água, de forma a propiciar a tomada de decisões no âmbito de um correto manejo ambiental em bacias hidrográficas. Para os testes da nova versão do LASH serão utilizadas informações da bacia hidrográfica do Arroio Pelotas à montante da Ponte cordeiro de Farias (Pelotas-RS).

Objetivo Geral

• Fazer com que o software fique visualmente mais apresentável para o usuário final e também fique mais fácil de utilizar;
• Melhorar a entrada de dados através de importação de mapas de diferentes SIGs, assim como organizar melhor a estruturação dos arquivos na forma de projeto;
• Aperfeiçoar o modelo computacional LASH tornando-o mais completo e com maior aplicabilidade, comprovando a sua simplicidade em termos de base de dados e, ao mesmo tempo, seu potencial como uma ferramenta para a gestão dos recursos naturais solo e água, de forma a propiciar a tomada de decisões no âmbito de um correto manejo ambiental em bacias hidrográficas;
• Possibilitar que os usuários realizem simulações de forma concentrada, distribuída em células e semi-distribuídas por sub-bacias hidrográficas e, em relação ao tempo, com diferentes intervalos de tempo (diário, semanal, mensal, etc.);
• Criar um módulo adicional no modelo para possibilitar a simulação da produção e transporte de sedimentos em bacias hidrográficas, de forma a aumentar a gama de aplicações do modelo na área de recursos hídricos;
• Melhorar e ampliar as rotinas de análise de sensibilidade, análise de incertezas e calibração automática no modelo LASH;
• Testar todas as rotinas atualizadas do modelo para a simulação hidrológica de uma bacia hidrográfica da região sul do Rio Grande do Sul.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
1
1
1
1
1
1
1
1
1
1
1
2
2
2
2
2
2
2
4
4
LEONARDO DE LIMA CORRÊA1201/12/201231/07/2013
MARLON MAHL1201/03/201430/09/2014
MARLON MAHL1201/08/201230/11/2012
MATHEUS CHAGAS SIMÕES1201/08/201231/07/2013
MIKAEL POETSCH1201/07/201331/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 5.000,00

Página gerada em 13/12/2018 11:25:04 (consulta levou 0.071389s)