Nome do Projeto
Acesso e utilização da assistência médica ambulatorial ao adulto na rede de serviços de saúde do Brasil.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2010 - 01/03/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
Introdução: Os sistemas públicos de saúde priorizam o acesso universal, equitativo e integral da população a serviços de saúde de qualidade, independente do nível de atenção e da complexidade do cuidado. Mesmo assim, persistem problemas de equidade e integralidade. O acesso equitativo a serviços de saúde eficientes e de qualidade são um desafio às políticas públicas. A demanda por serviços de saúde resulta da interação entre fatores sociais, econômicos, psicológicos e de morbidade, que influenciam diretamente na utilização e, desta forma, é eminente que os serviços se organizem a fim de atender as necessidades da população tanto em aspectos que se referem à promoção e prevenção, quanto à assistência. Objetivo: Descrever o acesso e a utilização de serviços ambulatoriais de saúde em uma amostra representativa da população adulta residente em municípios brasileiros de pequeno, médio e grande porte. Metodologia: Inquérito epidemiológico transversal de base populacional, delineado para a avaliação de desempenho da rede de serviços de saúde. A população-alvo do estudo é constituída por adultos entre 20 e 59 anos de idade residentes em áreas urbanas de municípios de pequeno, médio e grande porte. Relevância: Ao identificar padrões de utilização dos serviços de saúde no Brasil, o estudo poderá contribuir para a avaliação da assistência médica ambulatorial prestada ao adulto. Também poderá ser útil no delineamento de políticas de saúde, incluindo intervenções para promoção da saúde, prevenção de risco e controle dos agravos.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: Descrever a falta de acesso e a utilização de serviços ambulatoriais de saúde em uma amostra representativa da população adulta residente em municípios brasileiros de pequeno, médio e grande porte. Objetivos Específicos: Descrever o perfil demográfico, socioeconômico e de situação de saúde dos adultos; Descrever a prevalência de falta de acesso aos serviços ambulatoriais de saúde, suas características e investigar fatores associados; Descrever a prevalência de utilização de serviços e investigar fatores associados; Descrever desigualdades na utilização da assistência médica ambulatorial conforme natureza jurídica e tipo de serviço; Realizar revisão de literatura sobre indicadores de qualidade da atenção e identificar sua aplicação na utilização de serviços ambulatoriais por adultos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
04
12
ALITEIA SANTIAGO DILELIO1201/03/201001/03/2014
ELAINE TOMASI401/03/201001/03/2014

Página gerada em 17/12/2018 03:08:50 (consulta levou 0.062349s)