Nome do Projeto
Diversidade de comunidades vegetais dos Campos Sulinos da Região Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2012 - 01/01/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica
Resumo
Este projeto de pesquisa é uma parte integrante de um projeto maior intitulado “Biodiversidade dos campos e dos ecótonos campo-floresta no sul do Brasil: bases ecológicas para sua conservação e uso Sustentável”, aprovado pelo CNPq sob Edital MCT/CNPq/MEC/CAPES/FNDCT – Ação transversal/FAPs Nº 47/2010 – Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade - SISBIOTA BRASIL, cuja Instituição Executora é a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Coordenador Geral do projeto é o Professor Dr. Valério De Patta Pillar (UFRGS). Os campos sulinos são ecossistemas naturais muito antigos que apresentam flora e fauna próprias e ricas em espécies. No Brasil, os campos sulinos representam 13.656 milhões de hectares e têm sido negligenciados como uma formação vegetacional singular onde apenas 0,33% dos campos estão atualmente protegidos por unidades de conservação no Rio Grande do Sul. Os campos têm sido a principal fonte forrageira para a atividade pastoril, que no Rio Grande do Sul é um dos principais setores da economia. Abrigam alta biodiversidade, com cerca de 2,2 mil espécies vegetais, cujo conhecimento sobre usos potenciais ainda é incipiente. Garantem a conservação de recursos hídricos superficiais e subterrâneos, e oferecem beleza cênica com potencial turístico importante. Os resultados da Rede de Pesquisa ao qual este projeto está vinculado, proporcionarão bases ecológicas mais sólidas para subsidiar políticas públicas para conservação, restauração e uso sustentável dos campos sulinos e ecossistemas florestais associados. A falta de informação produzida de forma sistemática tem limitado o uso de informações sobre a biodiversidade nos zoneamentos ecológico-econômicos e na definição de áreas prioritárias para estabelecer novas áreas protegidas. Os resultados contribuirão substancialmente para a obtenção de parâmetros e indicadores robustos sobre os efeitos da fragmentação dos habitats campestres naturais. O objetivo deste projeto é contribuir para a Rede de Pesquisa realizando levantamentos quantitativos e qualitativos de ecossistemas campestres da região Sul do Rio Grande do Sul. Para o levantamento da vegetação serão definidas Unidades Amostrais de Paisagem (UAP) em diferentes regiões do sul do Rio Grande do Sul, abrangendo campos sulinos. Estas UAP terão 2 x 2 km e dentro de cada UAP serão alocadas unidades amostrais na escala local (UAL) com o tamanho de 70 x 70 m. As comunidades de plantas serão caracterizadas mediante levantamentos florísticos de campo em parcelas de 1 m2, além da estimativa visual da cobertura vegetal da parcela. Estas amostragens ocorrerão prioritariamente no período da primavera e início do verão. Será avaliado um conjunto comum de atributos funcionais que descrevem características-chave das espécies vegetais das comunidades estudadas, associados à sua persistência, regeneração e dispersão nas comunidades, dentre eles a área foliar específica, altura da planta madura e massa da semente, proporção de biomassa aérea fotossintetizante, espessura da lâmina foliar, relação entre comprimento e largura da lâmina foliar, teor de matéria seca da lâmina foliar, resistência da lâmina foliar à tração, teores de N e P na lâmina foliar, potencial fotossintético estimado pela taxa de transporte de elétrons medida através das técnicas de fluorescência da clorofila, presença de estruturas subterrâneas de reserva, estratégias de regeneração. A avaliação destes atributos será realizada através de revisão de literatura, no campo e alguns, nos laboratórios da UFRGS.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: realizar levantamentos quantitativos e qualitativos de ecossistemas campestres da região Sul do Rio Grande do Sul, contribuindo para a Rede de Pesquisa ao qual este subprojeto está vinculado.

Objetivos específicos:
Realizar levantamentos florísticos e de cobertura vegetal nas Unidades Amostrais de Paisagem delimitadas no Sul do Estado;
Pesquisar acerca dos atributos funcionais das plantas encontradas no levantamento florístico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
12
12
12

Página gerada em 10/12/2018 20:30:03 (consulta levou 0.088867s)