Nome do Projeto
SERVIÇOS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES (TICs): ocupação profissional e o território gaúcho e Pelotense-2000-2011.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
05/03/2012 - 06/03/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Geografia - Geografia Econômica
Resumo
A economia pós-industrial tem se caracterizado cada vez mais pelo predomínio do comércio e dos serviços, a ponto de termos grandes centros econômicos com suas principais atividades ligados ao terciário. Dentre estes serviços estão os de tecnologias da informação e comunicação (TICs), que são indispensáveis para a produção, o comércio e o desenvolvimento dos serviços. Estas tecnologias fomentam a sociedade informacional e a inovação, proporcionando novas dinâmicas para as atividades econômicas. Hoje não é mais possível pensar atividades domésticas ou produtivas sem envolvimento das TICs. Essas atividades essenciais necessitam de profissionais com capacitação específica, envolvendo muitas vezes conhecimentos de nível superior. Dúvidas surgem sobre esta ocupação e seus profissionais: qual a real qualificação destes profissionais? São jovens, tem um salário tão valorizado como sua atividade? Por sua possibilidade de operarem em redes e a distância, estas atividades podem estar em qualquer parte, não necessitando dos grandes centros. Por sua vez as necessidades das redes de energia e telefonia e pessoal qualificado atuam como contraponto na sua possibilidade de localizando em qualquer parte do Estado. Dessa forma surgem novas dúvidas, agora sobre localização e desaglomeração destas atividades. Embora muitas dúvidas existam entorno desse ofício poucos estudos tem dado relevo a importância destas atividades na organização territorial, ficando a questão de qual o impacto que elas estão efetivamente trazendo para a sociedade, do ponto de vista da situação dos trabalhadores que desenvolvem estas funções e também da organização territorial desta ocupação. Dessa forma este projeto de pesquisa visa analisar a situação desta ocupação e localização no território gaúcho, num comparativo com Pelotas. A pesquisa tem cunho quantitativo e exploratório. Será utilizada a base de dados do Ministério do Trabalho, o Relatório Anual de Informações Sociais-RAIS, para busca dos dados e as ocupações serão definidas segundo a CNAE, 2002.

Objetivo Geral

Geral : Como as tecnologias de informação estruturam a ocupação profissional e o território.
Específicos

Caracterizar a população que está envolvida nas atividades terciárias de TICs em Pelotas e no RS.
Caracterizar a evolução desta atividade frente a outros setores do terciário.
Identificar o tamanho dos estabelecimentos de TICs
Analisar a tendência de localização dos serviços de TICs no RS.
Comparar a dinâmica de Pelotas com a gaúcha.
Realizar mapeamentos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
20
20
20
20

Página gerada em 14/12/2018 08:24:28 (consulta levou 0.085310s)