Nome do Projeto
Estudo da associação de polimorfismos de genes codificadores de enzimas relacionadas ao metabolismo da homocisteína com fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em indivíduos pertencentes às coortes de 1982 e de 1993, Pelotas-RS, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/04/2012 - 11/04/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A homocisteína (Hcy) é um aminoácido não essencial encontrado na forma de produto intermediário no metabolismo da metionina. A sua concentração plasmática é influenciada tanto por fatores nutricionais, tais como o status do ácido fólico e as vitaminas B6 e B12, quanto por fatores hereditários, especialmente ligados às enzimas do metabolismo da metionina e da cisteína. Polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) que codificam as enzimas que participam no metabolismo da homocisteína influenciam nos níveis de Hcy plasmática. O aumento da Hcy plasmática (hiperhomocisteinemia) está associado ao aumento do risco para muitas doenças incluindo aterosclerose nos vasos coronários e cerebrais, desenvolvimento de alguns tipos de cânceres, doenças neurodegenerativas, doenças auto-imunes, defeitos congênitos, diabetes, doença renal, osteoporose e doenças neuropsiquiátricas. A coorte de 1982 e a coorte de 1993 incluem todos os nascimentos ocorridos na cidade de Pelotas- RS, no ano de 1982 e no ano de 1993. As mães foram entrevistadas nas maternidades, sendo coletadas informações de caráter demográfico, biológico, sócio-econômico e reprodutivo. Desde o nascimento, os participantes das coortes têm sido acompanhados em diferentes momentos de suas vidas. Estudos de coortes de nascimento permitem avaliar efeitos a longo prazo de diferentes exposições sobre a saúde ou sobre o risco de doenças durante as várias fases da vida do indivíduo. Considerando que polimorfismos genéticos de base única (SNPs) constituem a base molecular da variação fenotípica entre os indivíduos e que fatores ambientais são fatores de risco para doenças crônicas não-transmissíveis, pretende-se investigar interações gene-ambiente-doença, a fim de contribuir para o entendimento de mecanismos fisiopatológicos envolvidos em doenças complexas que acometem um número crescente de indivíduos em diferentes populações.

Objetivo Geral

1) Avaliar a prevalência do polimorfismo 1298A>C do gene da enzima Metilenotetrahidrofolato Redutase em indivíduos da coorte de 1982 e de 1993; 2) Avaliar a prevalência do polimorfismo 677C>T no gene da enzima Metilenotetrahidrofolato Redutase em indivíduos da coorte de 1993; 3) Avaliar a prevalência do polimorfismo 66G>A do gene da enzima Metionina Sintase Redutase em indivíduos da coorte de 1982 e de 1993; 4) Avaliar a associação dos polimorfismos e de seus haplótipos com níveis de homocisteína e de folato na coorte de 1982; 5) Avaliar a associação dos polimorfismos e de seus haplótipos com variáveis demográficas, antropométricas, metabólicas, sócio-econômicas, nutricionais, de atividade física, tabagismo e ingestão de bebida alcoólica nas coortes de 1982 e 1993.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
1
2
2

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 0,00

Página gerada em 14/12/2018 12:59:33 (consulta levou 0.073914s)