Nome do Projeto
Intelectuais, identidade e cultura: Karl von Koseritz (1830-1890)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2012 - 01/01/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Resumo
O projeto de pesquisa "Intelectuais, identidade e cultura: Karl von Koseritz (1830-1890) centra-se na análise do pensamento deste intelectual de origem alemã que atuou no Rio Grande do Sul no século XIX, cuja produção foi divulgada na imprensa em língua alemã e portuguesa e em forma de livros. A pesquisa segue a proposta anteriormente divulgada nas notas de pesquisa "Intelectuais de fala alemã no Brasil no século XIX: o caso Karl von Koseritz (1830-1890)" (Grützmann: 2007). O eixo norteador desta investigação consiste no estudo das representações de aspectos da realidade brasileira que este intelectual construiu e divulgou em diversos veículos de comunicação e em obras individuais na segunda metade do século XIX. Um segundo aspecto da pesquisa consiste na análise do instrumental analítico que embasava as ideias de Koseritz, visando, deste modo, evidenciar as apropriações e reinterpretações de matrizes europeias e brasileiras efetuadas por este intelectual nas suas reflexões teóricas, sem, contudo, se perder de vista o contexto institucional e intelectual em que este diálogo se desenvolveu. Um terceiro aspecto da pesquisa consiste no estudo das redes e dos espaços de sociabilidade de Koseritz, ou seja, a articulação deste intelectual ao coletivo por meio de lugares onde as ideias são produzidas e disponibilizadas. Do ponto de vista da metodologia, trata-se de uma pesquisa bibliográfica baseada em uma proposta transdisciplinar de análise cujos conceitos e instrumental teórico procedem de formulações oriundas da História Cultural, História das Ideias e dos Intelectuais e da Sociologia dos Intelectuais.

Objetivo Geral

Estudar o pensamento de Karl von Koseritz em ação, centrando-se a análise nas representações construídas e divulgadas por este intelectual acerca de aspectos da realidade brasileira na segunda metade do século XIX e na inserção destas ideias na problemática política, socila e cultural em que seus escritos emergiram; Analisar o instrumental analítico que embasava as ideias de Koseritz, visando-se, por meio da ana´lise, evidenciar o processo de apropriação, de triagem e de recriação que as matrizes ideológicas europeias e nacionais sofreram, decorrente do sentido que o contexto do século XIX conferiu à produção intelectual deste pensador; Estudar as redes e os espaços de sociabilidade de Koseritz com o intuito de mostrar os lugares de elaboração e difusão de ideias, bem como os modos de filiação e legitimação deste intelectual junto aos seus pares nacionais e estrangeiros.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 12/12/2018 12:25:17 (consulta levou 0.077028s)