Nome do Projeto
Criopreservação de Embriões em diferentes linhagens de camundongos do Biotério Central da UFPel
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/01/2013 - 16/01/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Resumo
Os camundongos são considerados um excelente modelo para estudos genéticos, devido ao seu ciclo de vida relativamente curto, a apresentarem similaridade genética com a espécie humana e pela facilidade de manipulação de seu genoma (Leon, 2005). Ainda, o uso de camundongos como modelo de experimentação animal é freqüente em estudos focados na geração de conhecimentos sobre a preservação de gametas e material genético, a ser aplicado em espécies de maior interesse econômico, nas quais experimentos dessa natureza demandam maiores recursos e infraestrutura complexa (Chorilli, et al, 2007). A criopreservação tem como princípio básico a redução da temperatura como forma de reduzir o metabolismo celular, permitindo que as células ou os tecidos sejam conservados por períodos indeterminados, com posterior retomada do desenvolvimento celular normal após o armazenamento em nitrogênio líquido (Pegg, 2007). A tecnologia de criopreservação tornou-se um método confiável e efetivo para manter linhagens de camundongos (Davisson & Taft, 2006). O efeito mais importante da criopreservação de células ou tecidos é a formação natural de cristais de gelo, a partir da água existente nos espaços intra e extracelulares. À medida que estes cristais vão se formando, eles assumem formas e tamanhos irregulares, podendo afetar as microestruturas de membranas e organelas e comprometendo a função celular (Fahy, 1987). Assim, a inclusão de soluções crioprotetoras nos meios diluentes usada para criopreservação se faz necessária. Em geral, crioprotetores eficientes devem apresentar baixo peso molecular, o que permite sua permeabilização através da membrana celular, e baixa toxicidade (Kasai et al., 1996). Porém, os crioprotetores podem causar danos as células devido a estresse osmótico e a toxicidade química (Papadopoulos et al., 2002). Portanto, estudos mais detalhados sobre a eficiência e a toxicidade de substâncias crioprotetoras ainda são necessários (Fuller, 2004). Avanços tecnológicos recentes permitiram produzir numerosas linhagens mutantes de camundongos com relação à expressão de praticamente qualquer gene produzido por abordagens gene-específicas (Knock-outs, knock-ins e mutagenese condicional)(Wilkinson et al., 2009). Desta forma, mais de 10.000 linhagens de camundongos e mais de 20.000 células tronco embrionárias contendo genes de interesse específicos ou mutações estão disponíveis para pesquisa (Davisson & Taft, 2006). A formação de bancos de material genético em Biotérios permite um constante suprimento de animais de linhagens genéticas conhecidas, para uso em diversas áreas de experimentação. Portanto, estudos focados no desenvolvimento de biotécnicas reprodutivas, tais como a produção in vitro (PIV) de embriões, e métodos de criopreservação de gametas contribuem para a formação e manutenção de linhagens genéticas de camundongos para uso como modelos de experimentação animal.

Objetivo Geral

Desenvolver protocolos de criopreservação de embriões adaptados para as três linhagens mantidas no Biotério Central da Universidade federal de Pelotas, testando diferentes taxas de congelamento e crioprotetores, com o intuito de estabelecer um banco de linhagens.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
1
1
1
1
2
2
2
2
2
8

Página gerada em 11/12/2018 14:15:26 (consulta levou 0.082847s)