Nome do Projeto
Memórias da Diferença
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/10/2012 - 11/04/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Linguística - Sociolinguística e Dialetologia
Resumo
A pesquisa está vinculada à Linha de Pesquisa Memória e Identidade Social do Programa de Pós Graduação em memória Social e patrimônio Cultural. Propõe estudar a memória de grupos socialmente estigmatizados, percebidos como “diferentes”, que são, muitas vezes, silenciados e alijados da “História Oficial”. No momento a investigação divide-se em duas frentes de trabalho: 1) estuda a memória de idosos insitucionalizados evocada por fotografias e 2) analisa o impacto dos 10 anos do Decreto 5626 de 2002 (a Lei de Libras) nas identidades docentes de professores surdos utilizando a perspectiva de “História Oral-Sinalizada”. Na proposta de analisar o impacto dos 10 anos da Lei de Libras analisa, também, a emergência e o desuso de sinais da Libras, buscando o registro de sinais na perspectiva de Patrimônio Cultural Imaterial. Atualmente estão sendo registrados sinais criados e utilizados na infância por um casal de irmãos surdos oriundos da cidade de Jacaré dos Homens, interior do Estado de Alagoas

Objetivo Geral

1) estudar a memória de idosos insitucionalizados evocada por fotografias de bens patrimonializados e discutir a relação de identidade desses idosos com o patrimônio de pelotas e, 2) compreender o impacto dos 10 anos do Decreto 5.626 de 2002, que oficializa a Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas identidades de dois irmãos surdos que desenvolveram um sistema de sinais caseiros e organizar o registro desse sistema.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
4

Página gerada em 19/12/2018 11:52:06 (consulta levou 0.074173s)