Nome do Projeto
Gordura abdominal subcutânea e visceral aos 30 anos: caracterização e determinantes.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2011 - 01/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
Pretende-se realizar um estudo epidemiológico para avaliação da gordura corporal aos 30 anos, a fim de descrever a distribuição da adiposidade abdominal e seus componentes, visceral e subcutâneo, e analisar seus determinantes precoces. A coorte de nascimentos de Pelotas de 1982 constitui uma valiosa fonte de informações para este estudo, por ter coletado prospectivamente dados desde o nascimento dos participantes. Trata-se de um estudo prospectivo longitudinal, com foco na visita a ser realizada em 2012, tendo os participantes da coorte 30 anos de idade. Será utilizada a ultrassonografia para medir a espessura do tecido adiposo subcutâneo abdominal (TAAS) e a espessura do tecido adiposo visceral (TAAV). Serão coletadas imagens de ultrassonografia por técnicos treinados e padronizados, sendo estimados os erros técnicos de medida intra e interobservadores. Pretende-se coletar as variáveis contemporâneas relativas a: escolaridade, renda familiar, hábito de fumar, alimentação e prática de atividade física por meio de questionário semi-estruturado. Além disso, os participantes realizarão exames de antropometria, Bod Pod®, DXA e 3D Photonic scanner. Em relação aos determinantes precoces, pretende-se enfatizar a associação dos componentes da gordura abdominal com o peso ao nascer, a ordem de nascimento e o crescimento em diferentes fases da vida (primeiro ano de vida, dos 12-24 meses, 24-48 meses). Os aspectos metodológicos do estudo e logística de campo seguirão o projeto geral da coorte.

Objetivo Geral

Geral
Avaliar a distribuição e determinantes da gordura abdominal e seus componentes aos 30 anos na coorte de nascimentos de 1982 de Pelotas-RS-Brasil.
4.2 Específicos
Todos os objetivos específicos e hipóteses apresentados a seguir têm como desfechos os componentes da gordura abdominal – TAAV, TAAS superficial e TAAS profundo – e a razão TAAV/TAAS mensurados por ultrassonografia aos 30 anos de idade, no acompanhamento da coorte de 1982 realizado em 2012.
1. Analisar a relação entre os componentes do tecido adiposo abdominal, estimados por ultrassonografia, e indicadores de adiposidade abdominal:
a. circunferência da cintura;
b. razão cintura-quadril;
c. percentual de gordura abdominal
d. índice de gordura do tronco (prega subescapular/tricipital)
e. dobra cutânea suprailíaca
2. Descrever a distribuição da gordura abdominal aos 30 anos segundo características contemporâneas, incluindo variáveis:
a. demográficas;
b. socioeconômicas;
c. nutricionais;
d. estilo de vida.
3. Estudar determinantes precoces da distribuição de gordura abdominal aos 30 anos, com ênfase no peso ao nascer, ordem de nascimento e crescimento em diferentes fases (primeiro ano de vida, dos 12-24 meses, 24-48 meses).
4. Estabelecer uma linha de base da distribuição da gordura abdominal para permitir estudos futuros sobre seu papel na etiologia de doenças crônicas não transmissíveis.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
04
20
GIOVANNY VINICIUS ARAUJO DE FRANCA2001/03/201101/03/2015

Página gerada em 11/12/2018 14:13:37 (consulta levou 0.081469s)