Nome do Projeto
Medo odontológico da criança: influência dos pais e dos instrumentos utilizados por dentistas.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/05/2013 - 07/05/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Resumo
A visita ao dentista é aguardada por muitas crianças com ansiedade ou medo em graus variáveis. Estudos apontam que o medo pode ser considerado uma barreira para realização de tratamentos dentários, o que consequentemente influencia de forma negativa a saúde bucal da criança. Sabe-se que o medo odontológico infantil é multifatorial e pode estar relacionado ao sexo da criança, à idade, ao medo odontológico dos pais, às experiências odontológicas passadas, às experiências médicas, à presença de dor dentária na criança e ao local de atendimento. O objetivo deste trabalho é verificar a influência dos pais sobre o medo da criança no atendimento odontológico e identificar os instrumentos que elas mais temem nesta situação. A metodologia empregada será composta de questionários aplicados em dois momentos: o primeiro direcionado ao responsável pela criança, com questões sócio-demográficas e uma questão aberta sobre o que eles dizem aos seus filhos quando os trazem ao dentista. A resposta da pergunta aberta será gravada, transcrita, submetida à análise do conteúdo e posteriormente categorizada como potencialmente amedrontadora (PA) ou não amedrontadora (NA). Às crianças será questionado, de forma aberta, o que o responsável diz quando às levam ao dentista e as respostas serão analisadas da mesma forma que as respostas dos pais. As respostas dos responsáveis e das crianças serão comparadas e classificadas como concordantes ou discordantes. A criança também responderá à pergunta sobre quais instrumentais ela gosta e quais não gosta que o dentista utilize no seu atendimento. Os resultados serão digitados em banco de dados e realizada análise descritiva.

Objetivo Geral

Objetivo geral: Analisar a influência dos pais e do instrumental odontológico sobre o medo da criança no atendimento odontológico. Objetivos específicos: a) Identificar as expressões mais utilizadas pelos pais, dirigidas aos seus filhos, em relação à ida ao dentista; b) Verificar os instrumentos que as crianças apontam como gostando ou não quando utilizados durante o tratamento odontológico; c) Relacionar os itens a e b com a presença de medo odontológico na criança.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
02
02
06

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 0,00

Página gerada em 10/12/2018 20:24:17 (consulta levou 0.073950s)