Nome do Projeto
Determinantes precoces da capacidade cognitiva nas crianças aos 6-7 anos: Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2004
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2011 - 01/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
O fracasso das crianças em atingir tudo seu potencial cognitivo constitui um importante problema social e de saúde pública em países de renda baixa e média, e são múltiplos os determinantes biológicos e sociais identificados como responsáveis, a maioria deles com possibilidade de intervenção. A capacidade cognitiva é um determinante importante para o desempenho futuro da criança e para seu desenvolvimento. Os dois primeiros anos de vida são um período importante, afetado por fatores genéticos e ambientais, e entre os ambientais, a estimulação e cuidado infantil tornassem relevantes. São poucos os estudos longitudinais e de base populacional de países de renda média e baixa, e no contexto brasileiro também, que estudam os determinantes precoces da capacidade cognitiva na infância. A identificação desses determinantes permitirá dar prioridade a crianças que precisaram de uma intervenção precoce e mais acurada. Os dados da Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2004 oferecem uma excelente oportunidade para avaliar a influência de variáveis pré-natais e da infância sobre a capacidade cognitiva da criança. O objetivo principal da presente proposta é avaliar quais são os determinantes precoces (pré-natais e do primeiro ano) e da infância associados ao QI da criança aos 6-7 anos de idade na Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2004. Numa primeira abordagem, selecionar o melhor conjunto dos possíveis determinantes no período pré-natal e primeiros 12 meses de vida que prediz o QI, e, numa segunda análise, determinar a associação com o escore do QI de variáveis relacionadas com o cuidado e estimulação infantil, assim como da participação pré-escola, usando informações de todo os acompanhamentos da coorte numa abordagem longitudinal.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Identificar variáveis precoces e da infância que determinam o QI aos 6-7 anos da criança na coorte de nascimentos de 2004, Pelotas-RS.

Objetivos específicos
-Identificar com uma abordagem preditiva os determinantes precoces (perinatais e do primeiro ano de vida) do QI aos 6-7 anos da criança.
-Avaliar a associação entre a história da criança em termos de atenção e cuidado nos primeiros anos de vida com o QI aos 6-7 anos.
-Investigar o efeito da história da criança em termos de estimulação com o QI aos 6-7 anos.
-Determinar a associação da participação da criança na pré-escola (creche e escolinha) com o QI aos 6-7 anos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
20
FABIO ALBERTO CAMARGO FIGUEIRA2015/07/201301/03/2015

Página gerada em 12/12/2018 12:23:33 (consulta levou 0.068692s)