Nome do Projeto
Ficção brasileira do século XXI: intertextualidade e interdiscursividade
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2013 - 01/03/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Resumo
O que se observa, em panorâmica, quando nos detemos no conjunto da produção literária brasileira, produzida e veiculada a partir do começo do século XXI, é que esses textos, se demonstram a fecundidade e a diversidade da produção atual, referendam tendências vinculadas a fórmulas fáceis que buscam atender a um mercado ideal que valoriza o entretenimento e a informação, em desfavor do conhecimento e do valor literário. A indústria cultural exige a padronização, consonante com o estardalhaço do multiculturalismo e da globalização informativa. O que se privilegia é a fragmentação e o incompleto; abandona-se a voz autoral e entroniza-se a pasteurização midiática. Todos se locupletam no bazar internacional − mas não universal − do mercado livreiro da literatura de consumo e dos produtos ditos culturais de uma forma geral. Esse é o quadro, enfocado do ponto de vista com que a mídia dita cultural, o sistema educacional e parte da própria crítica universitária − o sistema literário, em suma − veem a literatura hoje. Correndo entre os meandros dessa platitude tão extensa quanto suspeita, não haveria, entretanto, textos que, como afluentes consequentes e vivificadores, engrossariam o caudaloso e permanente rio da literatura? Num recorte temporal que, apenas para fins metodológicos, inclui autores que publicaram textos a partir do ano 2000, sejam eles estreantes ou com trajetória autoral já sedimentada, a investigação tem por objetivo específico analisar comparativamente corpus constituído por narrativas de ficção (sejam elas referidas como “romance” ou “conto” ou qualquer outro nome) , buscando identificar linhas que evidenciariam não a superficial natureza dessa literatura, mas, considerando-a como parte (e não consequência) do social, as condições culturais de sua fatura, investindo na identificação de possíveis lócus de enunciação que caracterizariam o discurso desses narradores. O recorte no tempo deve-se, ainda, ao fato de que textos recentes são ainda pouco investigados tanto pela crítica em geral como no âmbito acadêmico, ou seja, ainda sem fortuna crítica sedimentada, constituem-se em conjunto de textualidades nada negligenciável para que se verifique o estado da produção literária brasileira no momento mesmo em que ela é criada e circula. Descartando qualquer hipótese propositiva da constituição de um cânone literário nacional e contemporâneo, a pesquisa tem também por objetivo a identificação das linhas intertextuais que permeiam e alimentam o plural – e por vezes divergente – discurso literário deste início de século, sob a luz de novas teorias tanto conformadoras do campo dos estudos literários como advindas de outros campos do saber. Ao mesmo tempo, quando se considera questões clássicas pelas quais a crítica literária vem se pautando historicamente, como a do caráter “nacional” da literatura, ou o inconsistente – , mas ainda vigente em alguns redutos teórico-crítico-pedagógicos – tópico da classificação de “gêneros” literários, o projeto não investe em refletir no campo dos estudos sedimentados na área da teoria da literatura, mas visa, justamente, a amplitude do entre: tanto na intersecção de teorias culturais, como nas da intertextualidade e da interdiscursividade, marcadas, efetivamente, pela confluência de áreas diversas do saber e pela prática interdisciplinar.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Articular quadro descritivo-analítico da narrativa de ficção produzida e editada no país a partir do ano de 2000, buscando superar o estabelecimento de semelhanças e diferenças entre os diversos textos, com o intuito de formular questionamentos que mobilizem, de forma ampla, o literário, privilegiando o caráter intertextual e interdiscursivo dessas textualidades, para melhor compreender o atual estado da literatura brasileira, considerado o recorte “do século XXI”.

Objetivos específicos:
1. Analisar corpus recortado da produção literária brasileira de ficção produzida e publicada a partir do início do século XXI;
2. Articular quadro descritivo-analítico definido do conjunto de textos analisados, tendo como parâmetro o corpus determinado para a pesquisa;
3. Identificar a qualidade dos textos analisados, privilegiando a fatura intertextual e interdiscursiva que tal produção tenha operado.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
3
3
3
LUA GILL DA CRUZ608/07/201301/03/2016
LUA GILL DA CRUZ1201/08/201331/07/2014
LUANA BOTTCHER SBEGHEN607/11/201428/02/2016
LUANA DE CARVALHO KRÜGER607/11/201428/02/2016
LUCIANE FARIAS CABREIRA301/03/201329/02/2016
LUIZA ANDRADE LUZ NOGUEIRA DOS SANTOS301/03/201329/02/2016
RAFAEL DIAS FERREIRA301/03/201329/02/2016
TIAGO RADATZ KICKHÖFEL608/07/201301/03/2016
WYSRAH MORAES DE SOUZA608/07/201301/03/2016

Página gerada em 14/11/2019 07:02:18 (consulta levou 0.075967s)