Nome do Projeto
Estudo de fatores nutricionais, clínicos e laboratoriais em pacientes adultos e idosos mantidos em terapia regular de hemodiálise
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2013 - 02/06/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
O cuidado dietético individualizado auxilia na prevenção e no controle de complicações clínicas relacionado ao estado nutricional inadequado (EN). Estudos mostram uma redução na morbimortalidade dos pacientes em HD associada a valores de índice de massa corporal (IMC) entre 23 e 25 kg/m2 e aportes adequados de energia e proteínas4. Para avaliação e diagnóstico nutricional de pacientes em HD é necessário empregar vários métodos, como clínicos, dietéticos, bioquímicos e antropométricos, objetivando contornar as limitações apresentadas em cada método, quando empregado isoladamente. Ao mesmo tempo, os pontos de corte a serem aplicados são ainda extensamente discutidos4. A desnutrição energética proteica (DEP), indiscutivelmente, aumenta a morbimortalidade nos pacientes em HD. Associações entre desnutrição, níveis elevados de proteína C-reativa (PCR) e a presença de aterosclerose em pacientes com IRCT têm sido relatadas. Níveis elevados de PCR refletem na geração de citocinas pró-inflamatórias, como interleucina-1 (IL-1), interleucina-6 (IL-6) e fator de necrose tumoral-a (TNF-a). Como consequência do aumento das citocinas, a perda de massa muscular se intensifica, a síntese de albumina e o apetite são inibidos, contribuindo para o desenvolvimento da DEP5. Em relação à obesidade, deve-se considerar que, além do estoque de energia, o tecido adiposo é um órgão complexo, com outras funções, secretando várias adipocinas, entre elas o TNF-a, a IL-6, o inibidor de plasminogênio ativado-1 (IPA-1), a PCR, a resistina e a proteína estimulante de acilação. Por outro lado, uma relação direta entre obesidade e sobrevida persiste com ampla variação do peso corporal em pacientes em HD. No entanto, a obesidade, além de agravar o EI e aumentar o risco e a gravidade de doenças cardiovasculares e metabólicas, contribui para a instabilidade clínica de pacientes em HD, em particular dos idosos, em função da maior vulnerabilidade fisiológica6.

Objetivo Geral

Investigar a ingestão dietética de energia e nutrientes, assim como, a associação entre massa corporal e fatores clínicos, laboratoriais e nutricionais em pacientes renais crônicos do programa regular de hemodiálise da Unidade de Nefrologia da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas/RS.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 10/12/2018 20:57:24 (consulta levou 0.072075s)