Nome do Projeto
Avaliação da assistência farmacêutica no município de Uruguaiana - RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2013 - 01/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
A Assistência Farmacêutica representa uma das áreas de maior impacto financeiro no SUS de forma geral, o que também é a realidade das secretarias municipais de saúde. A demanda por medicamentos é crescente e sua disponibilização requer elevados recursos financeiros. A ausência de gestão efetiva pode acarretar em grandes desperdícios, logo, é de extrema importância o gerenciamento adequado da Assistência Farmacêutica. Neste projeto, a aplicação do Instrumento de Auto-Avaliação elaborado pelo Ministério da Saúde, se propõe a identificar o estágio atual de desenvolvimento da capacidade técnica e de gerenciamento da Assistência Farmacêutica, servindo de instrumento na definição de metas e ações prioritárias para o planejamento da Assistência Farmacêutica, como capítulo integrante do Plano de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (10). A avaliação dos indicadores de prescrição reflete as práticas dos prescritores em relação a aspectos chave do uso adequado dos medicamentos, como o número médio de medicamentos por consulta, verificando a existência da polimedicação; percentual de prescrições contendo antibióticos, uma vez que o uso indiscriminado de antimicrobianos tende ao aumento da resistência bacteriana, entre outros. Os indicadores de assistência ao paciente visam avaliar a utilização dos medicamentos desde a perspectiva do prescritor, passando pelo dispensador até o usuário do medicamento. O conhecimento dos indicadores sobre o serviço permite visualizar a organização da Assistência Farmacêutica, sua capacidade operacional e sua importância para o gestor da saúde pública. Estudos como o proposto permitem realizar diagnóstico local de determinada política de saúde pública e servem como instrumento para a realização de intervenções a fim de efetivar ações para o desenvolvimento de práticas que visem a saúde pública como direito fundamental do cidadão e dever do estado.

Objetivo Geral

Objetivo geral


Avaliar a situação atual da Assistência Farmacêutica no município de Uruguaiana, RS, utilizando os indicadores de prescrição, de assistência e de serviço recomendados pela OMS (29) e o instrumento de Auto-avaliação proposto pelo Ministério da Saúde para avaliar a capacidade gerencial da Assistência Farmacêutica.


Objetivos específicos


Avaliar os indicadores de prescrições, verificando o número médio de medicamentos por prescrição, percentual de prescrições contendo antibióticos, percentual de injetáveis prescritos, percentual de medicamentos prescritos por seu nome genérico, percentual de medicamentos prescritos que figuram na REMUME;

Avaliar os indicadores de assistência, levando em consideração o tempo médio de consulta, tempo médio de dispensação, percentual de medicamentos realmente dispensados, percentual de medicamentos corretamente dispensados, conhecimento da prescrição por parte do usuário, total e estratificado por sexo, idade, cor da pele, renda individual e local de residência;

Avaliar os indicadores sobre o serviço, verificando a disponibilidade de cópias da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (REMUME) em todas as Unidades de Saúde, assim como verificar a disponibilidade dos medicamentos chave nas Unidades Básicas de Saúde;

Avaliar a capacidade gerencial e de planejamento da Assistência Farmacêutica, utilizando o Instrumento de Auto-avaliação proposto pelo Ministério da Saúde;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
MARYSABEL PINTO TELIS SILVEIRA201/07/201301/07/2014
RAQUELI ALTAMIRANDA BITTENCOURT1201/07/201301/07/2014

Página gerada em 10/12/2018 20:10:49 (consulta levou 0.082030s)