Nome do Projeto
Climatologia do conforto térmico humano para a cidade de Pelotas – RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/07/2013 - 15/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia Aplicada
Resumo
O objetivo do presente trabalho é realizar uma climatologia do conforto térmico humano para a cidade de Pelotas – RS, para o período compreendido entre os anos 1982 a 2012. Os dados utilizados nesse estudo serão as variáveis meteorológicas diárias temperatura do ar (mínima e máxima), umidade relativa do ar (mínima e máxima) e velocidade do vento (média), obtidos através da Estação Agroclimatológica da Embrapa. Para calcular o Conforto Térmico Humano, será utilizado o índice biometeorológico Temperatura Efetiva em função do vento (TEv), que considera a ação conjunta destas variáveis sobre o ser humano, afim de determinar o grau de satisfação (insatisfação) do mesmo com o ambiente em que se encontra. Visto que o conforto térmico humano (CTH) tem grande influência na saúde e bem estar da população, uma análise (climatológica) desse conforto é de grande importância e relevância para a população, pois a partir desta, pode-se identificar o maior e/ou menor grau de comodidade ao qual está exposta, bem como, as sensações experimentadas ao longo dos últimos 30 anos. A partir dos resultados busca-se caracterizar as sensações térmicas dominantes na cidade de Pelotas, identificando os períodos favoráveis (desfavoráveis) para um ideal conforto (desconforto) térmico. Da mesma forma, se pretende identificar quais os fenômenos meteorológicos (sinóticos) responsáveis por tais sensações à população, caracterizando sua frequência de ocorrência e a trajetória seguida.

Objetivo Geral

O objetivo geral do trabalho é realizar uma climatologia do conforto térmico humano para a cidade de Pelotas-RS.

Os objetivos específicos são:

i) Analisar o comportamento de algumas variáveis meteorológicas como, temperatura do ar, umidade relativa e velocidade do vento;

ii) Através da aplicação de um índice de conforto térmico humano (Temperatura Efetiva) avaliar as diferentes sensações de conforto térmico ao longo dos últimos 30 anos na cidade de Pelotas;

iii) Analisar a variabilidade mensal e interanual desse índice de conforto ou das sensações térmicas sentidas pela população.


Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FABRICIO PEREIRA HARTER315/07/201315/07/2014
NATHALIA BARBOZA COI207/10/201315/07/2014
SIMONE HAMADA215/07/201315/07/2014

Página gerada em 22/10/2019 18:48:50 (consulta levou 0.069724s)