Nome do Projeto
Ação do probiótico Saccharomyces boulardii na mucosa intestinal de camundongos experimentalmente infectados com Toxocara canis
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/01/2014 - 31/03/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
Toxocara canis é um helminto que habita o intestino delgado de cães e gatos sendo o causador mais comum da toxocaríase em humanos. Essa zoonose ocorre principalmente em indivíduos jovens e têm distribuição cosmopolita, sendo endêmica em regiões tropicais e embora associada a pobreza e as baixas condições sanitárias é registrada em todas as classes sociais. No homem o T. canis não alcança a forma adulta e sua larva passa a fazer migrações prolongadas pelos tecidos de seus hospedeiros causando diversas síndromes de gravidade variável, como a Larva migrans visceral, onde a larva realiza migrações nas vísceras de seus hospedeiros podendo causar eosinofilia, hipergamaglobulinemia, febre, hepatoesplenomegalia e comprometimento pulmonar, também pode ocorrer a larva migrans ocular, onde a larva faz migração no olho ou em sua proximidade podendo causar comprometimento da visão e cegueira, e a toxocaríase neurológica caracterizada pela migração da larva no cérebro podendo causar os mais diversos sintomas neurológicos, e ainda pode ser encontrada uma forma conhecida como toxocaríase oculta onde o hospedeiro não desenvolve sintomatologia clinica. O tratamento para essa zoonose é difícil uma vez que não existem medicamentos específicos para a eliminação das larvas presentes nos tecidos, a medicação utilizada são os compostos benzimidazólicos, mas como esses medicamentos não possuem ação sistêmicas são administrados em altas concentrações. O tratamento é considerado de eficácia moderada. Devido as dificuldades de tratamento os probióticos vêm sendo pesquisados como alternativas terapêuticas, os probióticos são definidos como microrganismos vivos que quando administrados em quantidades adequadas conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O probiótico Sacharomyces boulardii vem demonstrando eficácia na diminuição no número de larvas de T. canis nos tecidos, mas não se conhece ainda a ação desse sobre a mucosa intestinal do hospedeiro. A mucosa intestinal representa uma das primeiras defesas do corpo contra patógenos intestinais e estudos demonstram que os probióticos podem ter ação sobre esse epitélio. Dessa forma visa-se conhecer a ação de proteção do probiótico S. boulardii sobre a mucosa intestinal de camundongos experimentalmente infectados com o ovos embrionados de T. canis

Objetivo Geral

OBJETIVOS

GERAL
Conhecer como S. boulardii age sobre a mucosa intestinal de camundongos infectados com T. canis.

ESPECÍFICOS
Averiguar se a interação entre a mucosa do hospedeiro e o S. boulardii é suficiente para diminuir a capacidade de penetração das larvas de T. canis;

Quantificar a resposta celular na mucosa intestinal quando suplementada com probióticos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FABIO PEREIRA LEIVAS LEITE104/01/201431/03/2015
LUCIANA FARIAS DA COSTA DE AVILA204/01/201431/03/2015
LUCIANA LAITANO DIAS DE CASTRO104/01/201431/03/2015
MICAELE QUINTANA DE MOURA3004/01/201431/03/2015
MICHELLE DIAS HORNES DA ROSA204/01/201431/03/2015

Página gerada em 18/11/2019 12:04:42 (consulta levou 0.078659s)