Nome do Projeto
ATIVIDADE DA PARAOXONASE-1: ESTUDO DA ASSOCIAÇÃO A POLIMORFISMOS GENÉTICOS, FATORES BIOQUÍMICOS E NUTRICIONAIS EM CRIANÇAS.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/04/2014 - 10/04/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
As doenças cardiovasculares (DCV) têm como características a presença da aterosclerose e a elevada associação a fatores de risco, como obesidade e dislipidemias. Estas patologias manifestam-se, em geral, em adultos, porém o processo de disfunção endotelial tem início já na fase intrauterina. A obesidade infantil está geralmente ligada a uma alimentação não saudável, e a relação entre estes fatores pode explicar a alta prevalência de dislipidemia nesta população. Está comprovado que uma alta concentração de lipoproteína de alta densidade (HDL) protege contra o surgimento das lesões endoteliais, com efeito antioxidante, anti-inflamatório e antiaterogênico. Uma das enzimas que contribui significativamente com estas propriedades é a paraoxonase-1 (PON1). A atividade sérica da PON1 varia entre as pessoas sendoinfluenciada por fatores genéticos, nutricionais, estilo de vida, idade, fármacos, estado de saúde e estresse oxidativo. Apesar da diminuição da capacidade antioxidante na obesidade infantil, dados sobre a associação do estado nutricional e atividade da PON1 em crianças são limitados e divergentes. O objetivo deste estudo é investigar a atividade da PON1 e sua associação a polimorfismos genéticos, fatores bioquímicos e nutricionais, em crianças de 5 a 8 anos de idade atendidas no Ambulatório de Pediatria da Faculdade de Medicina/UFPEL,na cidade de Pelotas – RS.O estudo terá um delineamento transversal e será realizado no período de Janeiro a Junho de 2014. As informações serão coletadas mediante assinatura do termo de consentimento pelo responsável, que deverá responder a um questionário com perguntas sobre saúde e comportamento da criança. Para avaliar a qualidade da alimentação, será aplicado o questionário de consumo alimentar do SISVAN. Serão feitas medidas de peso, altura e circunferência da cintura da criança para avaliar o estado nutricional. O paciente será encaminhado para uma coleta de sangue para avaliação da variável de desfecho através da determinação da atividade arilesterase da PON1, que será dosada no soro. A amostra biológica também servirá para análise do polimorfismo genético-107C/T da enzima PON1 e dos triglicerídeos, colesterol total e suas frações. Os dados coletados serão analisados utilizando-se o software STATA versão 12, assumindo-se um nível de significância de 5%. Palavras-chave:Paraoxonase-1.Crianças. Estado nutricional. Polimorfismo genético. Consumo alimentar.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Investigar a atividade da PON1 e sua associação a polimorfismos genéticos, fatores bioquímicos e nutricionais em crianças de 5 a 8 anos de idade atendidas no Ambulatório de Pediatria da Faculdade de Medicina/UFPEL.

Objetivos específicos
- Caracterizar a população estudada no que diz respeito a:
a) estado nutricional;
b) consumo alimentar;
c) atividade arilesterase da paraoxonase-1;
d) frequência do polimorfismo genético da PON1 na região -107;
e) perfil lipídico;
- Descrever as associações entre a atividade da PON1, polimorfismo genético, perfil lipídico, estado nutricional e consumo alimentar entre a população.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AUGUSTO SCHNEIDER210/04/201408/03/2016
BÁRBARA PETER GONÇALVES210/04/201410/04/2016
CAROLINE BOSENBECKER DE CASTRO210/04/201410/04/2016
CECILIA FERNANDES LOREA110/04/201410/04/2016
DENISE MARQUES MOTA110/04/201410/04/2016
DRIELE NESKE GARCIA210/04/201410/04/2014
ELIZABETE HELBIG110/04/201410/04/2016
GABRIELA DE LEMOS ULIANO810/04/201410/04/2016
PAULO CAVALHEIRO SCHENKEL110/04/201410/04/2016

Página gerada em 19/06/2019 20:30:04 (consulta levou 0.095768s)