Nome do Projeto
Formação de uma linhagem de codornas de corte com seleção pelo peso corporal aos 21 dias de idade e avaliação da produção de ovos através de modelos de regressão aleatória
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/08/2014 - 31/07/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Resumo
No Brasil, o consumo de carne de codorna é menor, sendo a maior procura por ovos, e assim grande parte da carne de codorna consumida no país origina-se de animais de descarte, como fêmeas no final de produção de ovos, o que leva o consumidor a adquirir produto de menor qualidade. O uso de linhagens específicas para corte, permite ao produtor um lucro diferenciado por se tratar de uma carne exótica e de qualidade. A carcaça é pequena, não necessitando de cortes durante o processamento ou preparo, além disso, a carne é altamente palatável e com alto valor nutritivo. Atualmente a carne de codorna é encontrada somente em restaurantes sofisticados e grandes supermercados. Aumentando a divulgação do produto e realizando pesquisas para identificação de melhores linhagens para corte, haverá aumento da produção com conseqüente redução dos preços o que tornará a carne de codorna mais acessível. Este tipo de produção merece destaque e importância social pela geração de empregos, uso de pequenas áreas, baixo investimento, rápido retorno de capital e produção de proteína para a população. Com todas estas possíveis vantagens, entretanto, pouco se conhece sobre o potencial produtivo de codornas de corte no Brasil e seus custos de produção, sendo seu preço elevado e tornando este produto pouco competitivo no mercado varejista em relação a outras carnes de aves. Novos conhecimentos devem ser adquiridos quanto ao desempenho e as exigências nutricionais para que os produtores possam realizar sua exploração de forma mais organizada. O presente projeto tem por finalidade a formação de uma linhagem de codornas de corte com a seleção por três gerações sucessivas através do peso corporal aos 21 dias de idade, nas duas primeiras gerações, e na terceira geração através da avaliação por modelos de regressão aleatória para os pesos corporais semanais de 1 a 42 dias e a produção de ovos avaliada até 56 semanas, dividida em períodos de quinze dias. O número base de matrizes será de 60 machos e 120 fêmeas com expansão para 840 codorninhas, com controle de pedigree. Os ovos coletados, provenientes de cada fêmea, serão numerados e incubados com completa identificação dos pais, o que será mantido durante a incubação, transferência dos ovos incubados e a eclosão.

Objetivo Geral

Formação de uma linhagem de codornas de corte através de três gerações de seleção, pelo peso corporal aos 21 dias e avaliando-se as características produtivas (pesos corporais e produção de ovos) na terceira geração, com o uso de modelos de regressão aleatória.
Estimar parâmetros genéticos e fenotípicos de características de importância econômica na produção de codornas de corte.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
GIL CARLOS RODRIGUES MEDEIROS2402/08/201431/07/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 5.000,00

Página gerada em 24/09/2019 06:06:31 (consulta levou 0.074367s)