Nome do Projeto
Influência do estresse em crianças submetidas ao atendimento odontológico.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/06/2014 - 02/06/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Resumo
Não é incomum que a situação odontológica seja vista pelas crianças como uma experiência desagradável, potencialmente ameaçadora ao seu bem-estar e provocadora de reações negativas. Estas reações podem estar relacionadas com a presença de estresse e podem desencadear comportamentos indesejados no atendimento odontológico. O objetivo deste estudo será avaliar a influência do estresse no comportamento de crianças, da faixa etária de 8 a 12 anos de idade, submetidas ao atendimento odontológico na Unidade de Clínica Infantil I da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas. Será um estudo quantitativo composto por amostra de conveniência. A coleta de dados será baseada em dois momentos. O primeiro será direcionado às mães com a aplicação de um questionário com questões sociodemográficas e de um instrumento para aferir a ansiedade materna odontológica: a “Dental Anxiety Scale” (DAS). O segundo momento será direcionado às crianças que passarão por duas avaliações: clínica e psicológica. A avaliação clínica será realizada com a aplicação da “Escala de Avaliação Comportamental de Frankl” durante o atendimento e o preenchimento de uma ficha de dados clínicos sobre a consulta a que será submetida. A avaliação psicológica constará da realização de três testes: a “Escala de Stress Infantil”, o teste projetivo “HTP” e a realização de um desenho livre. Será realizada análise descritiva dos dados, para descrição das frequências simples e percentuais de todas as variáveis de interesse. Para avaliar a associação entre as exposições e o estresse identificado na criança e seu comportamento durante o atendimento serão utilizados o teste qui-quadrado e teste exato de Fisher. O teste projetivo HTP terá seus desenhos e inquéritos analisados conforme normas estabelecidas no manual do teste pelo profissional psicólogo. Os dados do desenho livre também serão avaliados de maneira qualitativa e descritiva.

Objetivo Geral

Avaliar a influência do estresse no comportamento da criança durante o atendimento odontológico, relacionando a presença de estresse na criança com as características
sociodemográficas. Determinar a presença de estresse em crianças submetidas ao atendimento odontológico e relacionar a presença de estresse na criança com o comportamento apresentado durante o atendimento odontológico. Relacionar o nível de ansiedade materna com a presença de estresse e com o comportamento da criança durante tratamento odontológico e identificar a representatividade do estresse no desenho da criança.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA IORIO MATTAR1201/08/201431/07/2015
FERNANDA BURKERT MATHIAS402/06/201402/06/2015
MARIANA GONZALEZ CADEMARTORI802/06/201402/06/2015

Página gerada em 26/10/2020 04:54:28 (consulta levou 0.079622s)