Nome do Projeto
Estudo comparativo sobre os usos dos Doces Finos de Pelotas, Brasil e dos Ovos Moles de Aveiro, Portugal no setor da hospitalidade.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
30/11/2014 - 31/07/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Resumo
Pelotas, município localizado no Sul do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, é reconhecida como a Capital Nacional do Doce. Já Aveiro, localizada na região central de Portugal, é conhecida como a Capital Nacional dos Ovos Moles, sendo a cidade mais importante do país na produção doceira. Pelotas e Aveiro são cidades geminadas (irmãs) com base em um documento formal de cooperação. Grande parte dos imigrantes portugueses que fixaram residência em Pelotas é oriunda de Aveiro e da região da qual é parte. Além do mais, Pelotas se vangloria de ter em sua memória social e cultura a herança de receitas de doces vindas de Portugal, principalmente, durante o apogeu cultural e econômico local, no século XIX. Neste documento as cidades irmãs entendem que “Convictas ambas as partes de que uma estreita e íntima colaboração entre os municípios se reverterá no futuro em benefícios sociais, econômicos e culturais para as duas cidades”. Os municípios entendem que o turismo será apoiado por ambos numa perspectiva de geminação e apoiarão atividades culturais organizando “intercâmbio de estudantes nos diferentes níveis de ensino”. Para a questão do turismo, “as respectivas partes encaminharão as suas gestões para: facilitar, na medida do possível, o conhecimento recíproco de ambos os países”. Os doces são símbolos municipais em Pelotas e em Aveiro e representam imaterialmente, com suas técnicas construtivas e criativas, morfologia e base alimentar, a identidade do seu povo, sendo, ainda, a base de sustentação econômica de famílias e empresas produtoras de doces. Em Pelotas, de origem portuguesa destacam-se os “Doces Finos” e em Aveiro, os “Ovos Moles”. Estas referências culturais imateriais representam parte da identidade de suas cidades, sendo fundamentais no posicionamento das mesmas no setor da hospitalidade: turismo, gastronomia e hotelaria. O Projeto Estudo comparativo sobre os usos dos Doces de Pelotas, Brasil e dos Ovos Moles de Aveiro, Portugal, no setor da hospitalidade estará focado na investigação de temas relevantes ao desenvolvimento da área da hospitalidade com ênfase na cultura doceira, de modo a contribuir com os avanços técnico-científicos e promocionais da cultura doceira de ambas as cidades e países, possibilitando, ainda, o avanço da qualidade das relações e da colaboração no desenvolvimento entre as cidades-irmãs conectadas por uma memória social em comum.

Objetivo Geral

5.1 Objetivo Geral: O objetivo geral desse projeto é desenvolver um estudo comparativo sobre os usos dos doces finos de Pelotas, Brasil e de Aveiro, Portugal, no setor da Hospitalidade (turismo, gastronomia e hotelaria).

5.2 Objetivos Específicos:

a) Identificar os doces de Pelotas e Aveiro, reconhecidos por registros patrimoniais, tais como tombamento, inventário ou outro e explicar o processo;
b) Identificar os doces e docerias de Pelotas e de Aveiro registrados com selo de qualificação e reconhecimento cultural ou propriedade intelectual e explicar o processo;
c) Identificar as duas docerias (confeitarias) mais antigas de Pelotas e de Aveiro, investigando por meio do método de pesquisa oral, a memória social das mesmas;
d) Avaliar a percepção dos visitantes sobre a qualidade de suas experiências no consumo dos doces comercializados em docerias de Pelotas (Doces Finos) e Confeitarias de Aveiro (Ovos Moles);
e) Identificar os usos dos doces de Aveiro e Pelotas oferecidos pelos hotéis da área central de ambas cidades, como estratégia de marketing e experiências de hospitalidade;
f) Avaliar a dimensão da cadeia produtiva do turismo em torno dos doces finos de origem portuguesa, em Pelotas (roteiros, eventos, museus, entre outros) e dos Ovos Moles de Aveiro;
g) Avaliar e explicar a dimensão produtiva dos negócios (produção, comercialização, mercados) dos doces finos produzidos em Pelotas e dos ovos moles de Aveiro;
h) Ampliar a qualificação tecnológica e cientifica da equipe do projeto (docentes, discentes, pesquisadores e membros da comunidade) com base nas experiências desenvolvidas e nos resultados advindos dos processos de investigação, em particular sobre novas metodologias e conhecimentos gerados;
i) Ampliar a qualidade das relações institucionais e culturais entre as cidades-irmãs Pelotas e Aveiro, a partir dos resultados advindos (objetivos e metas) de períodos de intercâmbio de estudantes brasileiros em Portugal e de pesquisadores e profissionais portugueses no Brasil, contribuindo com a promoção turístico-cultural de Aveiro, no Brasil, e de Pelotas, em Portugal.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
António Jorge Fernandes401/11/201431/07/2015
António Jorge Fernandes401/11/201431/07/2015
CAROLINA HONORATO MONTAGNER1230/11/201431/07/2015
CORIOLANO CHAVES BORGES FILHO830/11/201431/07/2015
ENDRIGO ZANINI SEDREZ1230/11/201431/07/2015
ISADORA PEIXOTO PICKERSGILL1230/11/201431/07/2015
LUMA HELENA PINTO CABREIRA1230/11/201431/07/2015
PEDRO MASCARENHAS DE SOUZA PINHEIRO830/11/201431/07/2015
PRISCILA VASCONCELLOS CHIATTONE830/11/201431/07/2015
URANIA PEREIRA SPERLING401/11/201431/07/2015
URANIA PEREIRA SPERLING401/11/201431/07/2015

Página gerada em 11/12/2018 14:06:28 (consulta levou 0.075931s)