Nome do Projeto
Atividade física, comportamento sedentário e função pulmonar em adolescentes pertencentes à Coorte de Nascimentos de 1993 de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/11/2014 - 28/02/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
Baixas prevalências de atividade física e altas prevalências de comportamento sedentário têm sido encontradas no mundo todo. Esse fato é especialmente preocupante por também ser observado em crianças e adolescentes. Indivíduos com uma função pulmonar reduzida apresentam maiores riscos de mortalidade e doenças, não só respiratórias. O desenvolvimento da função pulmonar é influenciado por diversos fatores. Com a revisão de literatura, foram encontrados alguns estudos mostrando que a função pulmonar pode ser influenciada positivamente pela atividade física. No entanto, essa relação parece ainda controversa na literatura. Ademais, estudos que avaliem o comportamento sedentário e sua associação com parâmetros de função pulmonar não foram encontrados. Sendo assim, esse projeto propõe avaliar a associação da mudança de atividade física no início da adolescência com o ganho de função pulmonar dos 15 aos 18 anos, a associação bidirecional entre atividade física e função pulmonar e a associação entre o comportamento sedentário durante a adolescência e a função pulmonar aos 18 anos de idade em adolescentes pertencentes à Coorte de Nascimentos de 1993 de Pelotas. Para tal, serão utilizados dados de atividade física total e de lazer e de comportamento sedentário através do tempo de tela (televisão, videogame e computador) avaliados por questionário nos acompanhamentos da coorte. Os parâmetros de função pulmonar a serem utilizados serão: capacidade vital forçada (CVF), volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) e nos seis primeiros segundos (VEF6) e pico de fluxo expiratório (PFE). Esses parâmetros foram mensurados por espirometria nos acompanhamentos dos 15 e 18 anos da coorte. Serão realizadas análises ajustadas para fatores de confusão e estratificadas por sexo. Com isso, pretende-se conhecer a relação desses fatores comportamentais modificáveis com o desenvolvimento da função pulmonar na adolescência, visando contribuir para a criação de estratégias que almejem a prevenção de agravos e melhora da saúde e qualidade de vida durante a adolescência e vida adulta.

Objetivo Geral

Objetivo geral


Avaliar a associação da atividade física e do comportamento sedentário com a função pulmonar em adolescentes pertencentes à Coorte de Nascimentos de 1993 de Pelotas;


Objetivos Específicos


Avaliar a associação entre a atividade física total e no lazer aos 11 e 15 anos com o ganho de função pulmonar dos 15 aos 18 anos;

Avaliar a bidirecionalidade da associação entre atividade física e função pulmonar;

Avaliar a associação entre os diferentes comportamentos de tela (televisão, videogame e computador) durante a adolescência (aos 11, 15 e 18 anos) com a função pulmonar aos 18 anos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA GONÇALVES CORDEIRO DA SILVA421/11/201428/02/2017
FERNANDO CESAR WEHRMEISTER121/11/201428/02/2017
GABRIELA ÁVILA MARQUES1201/11/201531/07/2016

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 23.626,00
CNPqR$ 28.515,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.537,00
Fundo Nacional de SaúdeR$ 66.750,00

Página gerada em 18/09/2019 04:30:53 (consulta levou 0.069818s)