Nome do Projeto
MOBILIDADE URBANA CIDADÃ E QUALIDADE DE VIDA: ESTUDOS SOBRE PELOTAS E PORTO ALEGRE
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
09/03/2015 - 08/03/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Geografia - Geografia Urbana
Resumo
O presente projeto busca estudar situações geográficas relacionadas à mobilidade urbana cidadã, com base nasideias de mobilidade ativa, mobilidade suave, mobilidade sustentável. Busca-se identificar as formas com que cidades como Pelotas e Porto Alegre vêm enfrentando a questão da crise da mobilidade urbana no Brasil a partir de iniciativas de ciclomobilidade (mobilidade por bicicleta) e acessibilidade, com vistas à promover a cidadania e a qualidade de vida nestes centros urbanos. Para tanto, analisar-se-ão situações concretas que permitam refletir sobre algumas formas de gestão da mobilidade, relação de atores sociais e organização da sociedade civil, além de processos inovadores em termos de promoção da cidadania no espaço urbano a partir da mobilidade. Serão usadas metodologias principalmente qualitativas, tais como entrevistas, questionários, análises textuais e observações de campo. Será realizado também um atlas virtual contendo todas as situações geográficas mapeadas, com o fim de subsidiar as políticas públicas e a organização social.

Objetivo Geral

O intuito deste projeto é abarcar dois eixos de intervenção e pesquisa que constituem o núcleo do que chamamos de mobilidade urbana cidadã. Nesta primeira fase do projeto, contudo, excluem-se os assuntos ligados ao transporte público, que serão tratados em momento oportuno, e que também fazem parte da mobilidade urbana cidadã.
Em primeiro lugar, iremos compreender as políticas públicas oficiais em ciclomobilidade e acessibilidade nas cidades de Porto Alegre e Pelotas. Em seguida, faremos inventáriodos coletivos, grupos de pesquisa e movimentos sociais na luta pela mobilidade urbana cidadã, ao mesmo tempo em que mapearemos os equipamentos urbanos e infraestruturas já existentes. Logo após, analisaremos casos específicos, focados na relação entre os coletivos e o Estado (sobretudo municípios), buscando compreender a medida de suas disputas, entraves e conquistas efetivas. Por último, com base nas experiências e análises realizadas, faremos considerações propositivas para as duas cidades no sentido de qualificar o debate para a formulação de políticas públicas, discutindo ainda o papel da universidade como indutor e propositor de novas experiências urbanas que garantam a mobilidade urbana cidadã como um direito à cidade, indispensável para a qualidade de vida no espaço urbano e o bem-estar da população. De igual forma esperamos que as experiências de pesquisa nos ajudem a formular com mais aprofundamento a noção de “mobilidade urbana cidadã”.


Objetivo principal da pesquisa:

• Reconhecer as políticas de mobilidade urbana de enfoque cidadão e seus atores sociais nas cidades de Pelotas e Porto Alegre
Objetivos segmentados:
• Recensear uma bibliografia nacional e internacional que trata do tema mobilidade urbana ativa, mobilidade suave, mobilidade urbana sustentável;
• Inventariar as políticas de mobilidade urbana existentes;
• Mapear os atores sociais da sociedade civil envolvidos na mobilidade urbana cidadã;
• Compreender o papel das universidades públicas e privadas para a promoção da ciclomobilidade e da acessibilidade;
• Contribuir para aprofundamento nas metodologias qualitativas em Geografia.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALLAN DE OLIVEIRA DE OLIVEIRA209/03/201508/03/2017
ERIKA COLLISCHONN209/03/201508/03/2017
GERSON RODRIGUES MONQUELATE209/03/201508/03/2017
LUIZ EDUARDO AMARAL DE MOURA209/03/201508/03/2017
LUIZ EDUARDO DO SACRAMENTO WALLY209/03/201508/03/2017
NELCI BRITOS JAMBEIRO209/03/201508/03/2017
SIDNEY GONÇALVES VIEIRA220/04/201520/04/2015

Página gerada em 19/11/2019 08:32:01 (consulta levou 0.079850s)