Nome do Projeto
A NOVA GESTÃO PÚBLICA E AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA: EFEITOS NAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS LOCAIS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2015 - 01/06/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação - Política Educacional
Resumo
As políticas educacionais para a educação básica, desde a segunda metade nos anos 1990, estão voltadas para a qualificação da educação, no sentido de atingir padrões internacionais, notadamente os propostos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OCDE. Para tanto, o governo federal tem proposto vários programas direcionados às redes e escolas públicas, visando prestar assistência técnica e financeira na elaboração de diagnósticos, planejamentos e ações, tendo como meta a ampliação dos indicadores educacionais. O argumento dos representantes do governo é de que a educação está praticamente universalizada, mas que, o aumento do acesso não foi acompanhado da devida qualidade, considerando o número de estudantes que reprovam e evadem. O que se observa é a intensificação do processo avaliativo, pois, além da Prova Brasil, outras provas nacionais adquirem importância, como é o caso do ENEM, por exemplo, que inicialmente tinha o papel de avaliar a qualidade do ensino médio e, posteriormente, passou a constituir-se em instrumento de conclusão do ensino médio, acesso ao ensino superior, tanto público por meio do SISU, quanto no setor privado, por meio do Prouni. Somam-se a estes, a Provinha Brasil, o Enceja, a ANA. Nesta perspectiva, se pode inferir que a qualidade se baseia nos resultados de avaliações nacionais, em duas áreas (Português e Matemática), em alguns conhecimentos definidos pelas matrizes de referência e pelos currículos nacionais. Essa panacéia da avaliação, vivenciada atualmente no país, insere-se no movimento mundial de reforma educacional, em decorrência das transformações no papel do Estado, que passa de provedor para avaliador, na perspectiva da política de resultados, aos moldes gerenciais, adotada em boa parte dos países capitalistas, como forma de atingir a eficiência e a eficácia no setor público. Desta forma, pretende-se investigar quais os efeitos da avaliação em larga escala, e mais específicamente, a busca pela melhoria do Ideb, no processo de gestão das escolas públicas. O foco do estudo será a rede municipal de ensino de Pelotas/RS, considerando o fato de que recentemente a Prefeitura contratou os serviços de uma empresa de consultoria privada - Falconi, para realizar ações de qualificação da gestão das escolas, visando a elevação dos índices do Ideb.

Objetivo Geral

O objetivo geral se orienta pela análise dos efeitos da política de resultados (Ideb) adotada pela Prefeitura atual e, mais diretamente, das ações da empresa Falconi sobre a configuração da gestão das escolas municipais de Pelotas.

Como objetivos específicos elencam-se:
- Analisar os documentos que subsidiaram a contratação da empresa de consultoria Falconi para prestar assessoria na gestão das escolas municipais (contrato de prestação de serviços, documentos de apresentação da empresa, plano de ações da assessoria);
- Compreender a política municipal para a educação, analisando o plano de governo, as relações com os setores educacionais (secretário municipal de educação, sindicato de professores, Conselho Municipal de Educação, instituições de ensino superior);
- Acompanhar as ações realizadas pela consultoria da empresa Falconi, no sentido de "qualificar" a gestão das escolas, visando melhorar os índices (treinamentos, reuniões, materiais instrucionais, orientações gerais), por intermédio da mídia e de documentos públicos;
- Mapear as escolas do município e acompanhar diretamente os impactos das ações da consultoria em uma escola de cada zona da cidade;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AISLLAN AUGUSTO DE SOUZA507/07/201430/06/2015
ANTÔNIO CARDOSO OLIVEIRA507/07/201430/06/2015
JEZABEL BARCELLOS DE ALMEIDA1201/08/201531/07/2016
JEZABEL BARCELLOS DE ALMEIDA2007/07/201430/06/2015
MARIA DO CARMO LOPEZ BALADO507/07/201430/06/2015
PRISCILA DE PINHO VALENTE507/07/201430/06/2015

Página gerada em 29/10/2020 06:13:21 (consulta levou 0.070686s)