Nome do Projeto
Macrófitas Aquáticas na Região de Pelotas, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/01/2016 - 01/01/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica
Resumo
Macrófitas aquáticas são plantas com partes fotossinteticamente ativas permanentemente, por alguns meses, ano, submersas ou flutuantes em água. Estas plantas são elementos essenciais na dinâmica dos ecossistemas aquáticos, cumprindo, juntamente com as microalgas, o papel de produtoras primárias, participando da ciclagem e estocagem de nutrientes, da formação de detritos orgânicos e do controle da poluição e da eutrofização artificial. Além disso, promovem a heterogeneidade ambiental, criando locais de abrigo e alimentação para fauna diversificada. O Rio Grande do Sul apresenta uma grande diversidade de áreas úmidas, onde cerca de 10% do território é considerado inundado ou sujeito à inundação sendo que, as regiões da Planície Costeira e Depressão Central reúnem a maior parte das áreas úmidas naturais do Estado. Pela abundância de áreas úmidas, especialmente banhados que cercam o município de Pelotas, incluindo municípios vizinhos como Capão do Leão e Rio Grande, estudos nestes ambientes são de extrema importância para o conhecimento desta vegetação visando futuras ações de conservação uma vez que, além de contribuírem grandemente na fisionomia da região, os banhados são utilizados como dormitórios e locais de reprodução de muitas aves que tem sua rota migratória cruzando pelo extremo Sul do Brasil. O presente projeto é amplo e visa englobar os futuros subprojetos realizados acerca deste assunto a fim de formar um bando de dados que possibilite o conhecimento da composição florística das áreas úmidas que ocorrem na Região de Pelotas culminando na confecção de um Guia Ilustrado de Macrófitas Aquáticas da Região de Pelotas. Atualmente, o subprojeto intitulado “Estudo florístico e fitossociológico de macrófitas aquáticas em um banhado no extremo Sul do Brasil” já se encontra em execução (COCEPE 2.03.00.007). O presente projeto objetiva o levantamento florístico e fitossociológico de macrófitas aquáticas na Região de Pelotas. As coletas florísticas serão realizadas através do consagrado Método do Caminhamento e a fitossociologia poderá ser realizada através do método amostral de superfície, com parcelas de 0,5 a 1m² distribuídas através de uma amostragem sistemática ou através do Método de Pontos, dependendo da área de estudo. Serão analisadas estimativas de cobertura vegetal, freqüência, riqueza e o Índice de Valor de Importância. Os cálculos estatísticos serão realizados pelo software PAST.

Objetivo Geral

Realizar o levantamento florístico e fitossociológico de macrófitas aquáticas ocorrentes em banhados da região de Pelotas;
Fornecer meios para a identificação destas espécies, como chaves dicotômicas e pranchas com fotografias;
Elaborar um guia de macrófitas aquáticas para a região de Pelotas;
Contribuir para o conhecimento da flora de macrófitas aquáticas presentes nas áreas úmidas, especialmente nos banhados da região de Pelotas e do estado do Rio Grande do Sul, fornecendo aporte para futuros trabalhos de conservação destes ambientes aquáticos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
GIOVANNA BOFF PADILHA402/01/201601/01/2018
ISIS PAGLIA VITAL CHAVES202/01/201601/01/2018
RENATA TREVIZAN TELLES DE SOUZA402/01/201601/01/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 0,00

Página gerada em 22/08/2019 00:15:20 (consulta levou 0.064707s)