Nome do Projeto
Efeito do desafio com LPS na atividade sérica e intrafolicular de paraoxonase e mieloperoxidase em bovinos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/12/2015 - 31/12/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Resumo
Entre os problemas reprodutivos nos bovinos está a qualidade do ovócito, sendo que a condição deste ovócito esta relacionada aos constituintes do liquido folicular e os estresses que ele tenha passado durante o seu desenvolvimento. Portanto, nosso objetivo é avaliar as características do liquido folicular e a atuação da mieloperoxidase (MPO) e paraoxonase 1 (PON1) sobre o folículo mediante ao desafio com LPS em bovinos. A enzima MPO é derivada dos leucócitos, e tem como função catalisar a formação de numerosas espécies reativas oxidantes, desempenhando um papel importante nos mecanismos bactericidas dos mamíferos, com ação chave no mecanismo de defesa imunológica. PON1 é encontrada no plasma quase exclusivamente ligada a lipoproteína de alta densidade (HDL) e é responsável pela maior parte da atividade antioxidante do HDL. A PON associada à HDL hidrolisa peróxido de hidrogênio e contribui para efeitos de proteção contra a peroxidação lipídica e das lipoproteínas de baixa densidade (LDL). A presença da enzima PON1 no fluido folicular (FF) é muito interessante, pois a atividade de PON1 no FF é associada positivamente com o desenvolvimento do embrião em mulheres, pelas suas propriedades antioxidantes, além disso, esta mesma relação foi confirmada in vitro em bovinos pela nossa equipe. Portanto neste estudo será realizado um protocolo de sincronização de onda folicular com o uso de um progestágeno, sendo que no momento da retirada do progestágeno será aplicada uma dose intravenosa de LPS, visando estimular a resposta inflamatória, para que 24 horas após sejam avaliados as concentrações de MPO e PON1 no soro e no fluido folicular através do processo de aspiração do folículo dominantes guiado por ultrassonografia. Além disso as células da granulosa serão recuperadas para avaliação da expressão de genes ligados a esteroidogenese. As analises serão feitas através de protocolos já validados em nosso laboratório para estas enzimas e a avaliação estatística será feita com programa estatístico GraphPad. Espera-se assim poder determinar como um desafio inflamatório altera a secreção destas proteínas e como isto será transferido para o fluido folicular e poderá potencialmente afetar a saúde do oócito.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Analisar os efeitos da resposta inflamatória aguda na secreção de proteínas de fase aguda e sua transferência para o fluido folicular

Objetivos específicos:
1) Analisar o efeito da aplicação de LPS nos níveis séricos e no fluído folicular de MPO e PON1;
2) Analisar o efeito da aplicação de LPS na expressão de genes envolvidos na esteroidogênese nas células da granulosa do folículo dominante ovariano.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLOS CASTILHO DE BARROS101/12/201531/12/2017
FELIPE TERRES DE CAMPOS401/12/201531/12/2017
JOAO ALVEIRO ALVARADO RINCON101/12/201531/12/2017
NATÁLIA AVILA DE CASTRO101/12/201531/12/2017
PEDRO AUGUSTO SILVA SILVEIRA101/12/201531/12/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 2.000,00

Página gerada em 13/11/2019 07:53:31 (consulta levou 0.078116s)