Nome do Projeto
Análise do conhecimento junto aos agricultores familiares da região sul do Rio Grande do Sul sob a ótica da capacidade absortiva
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
11/07/2016 - 17/03/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Resumo
O trabalho busca como objetivo geral analisar na prática como se dão as relações de conhecimento aos agricultores familiares baseado na CA. Para tanto, será realizado um estudo com métodos mistos de pesquisa (qualitativo e quantitativo). Primeiramente o trabalho contará com uma análise de conteúdo na qual serão aplicadas entrevistas semi-estruturadas com agricultores da região do COREDE Sul. Será, também, aplicada uma análise de agrupamentos para estabelecer, de forma multivariada, o conhecimento entre os agricultores agroecológicos e convencionais. Agricultores convencionais são aqueles que, em sua produção utilizam adubos químicos e agrotóxicos. Já os agricultores agroecológicos são definidos por Caporal (2009) como praticantes de uma agricultura mais “pura” que inclui o manejo ecológico dos sistemas naturais. Para auxiliar na interpretação dos dados, serão utilizados os softwares MaxQda® e Minitab que permitirão a exploração dos dados. As informações obtidas serão organizadas e classificadas em 46 categorias, facilitando o alcance dos objetivos propostos. Mesmo com diversas adaptações aos modelos de capacidade absortiva, observou-se o destaque dado às fontes de conhecimentos externos, que são evidenciadas por diversos autores da área. Os autores Wegner e Maehler (2012) salientaram a importância da valorização do conhecimento tanto dentro como fora da empresa, sendo visualizado como um componente estratégico que merece aprofundamento no estudo. Quando empresas dominam uma boa base de conhecimentos em determinado campo específico, normalmente possuem alta capacidade de absorção e serão capazes de agir sobre as novas informações ou idéias novas que são desenvolvidos nesta área do conhecimento (COHEN e LEVINTHAL, 1990; ZAHRA e GEORGE, 2002). Nas empresas de pequeno e médio porte a capacidade de buscar o aperfeiçoamento e acompanhamento das mudanças impostas pelo mercado torna-se ainda mais difícil. Especialmente no Brasil, Vidal (2014), afirma que existe uma carência de estudos voltados à capacidade absortiva em pequenas e médias empresas. Apesar de muitos artigos científicos desenvolverem os fundamentos teóricos da capacidade de absorção desde os anos 90, a CA é aplicada principalmente em estudos com grandes corporações. Portanto, existe uma lacuna no estudo com pequenas propriedades rurais.

Objetivo Geral

Analisar como o conhecimento é adquirido e transformado pelos agricultores familiares da região sul do RS, sob a ótica da capacidade absortiva.
- Analisar as formas com que os agricultores adquiriram o conhecimento prévio e na atividade rural;
- Analisar como novos conhecimentos são obtidos pelos agricultores;
- Analisar como ocorrem as decisões de produção dos entrevistados;
- Propor uma comparação do tratamento do conhecimento entre os agricultores convencionais e agroecológicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAROLINA DOS SANTOS VAZ411/07/201629/12/2017

Página gerada em 20/11/2019 02:44:01 (consulta levou 0.218223s)