Nome do Projeto
Relação entre desempenho ocupacional e transtornos emocionais e comportamentais em escolares saudáveis
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/02/2017 - 06/06/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Resumo
Os problemas de saúde mental em crianças e adolescentes apresentam altas taxas de prevalência, podendo variar entre 7 e 12,5%. Crianças com transtornos mentais podem apresentar prejuízo no desempenho funcional e problemas no funcionamento social e na execução das tarefas diárias, como atividades escolares e brincadeiras. O desempenho ocupacional, por sua vez, é a habilidade que os indivíduos têm de realizar atividades rotineiras e de desempenhar papéis e tarefas. Muitos fatores podem estar relacionados aos problemas de saúde mental e de desempenho ocupacional em crianças, incluindo aspectos biológicos e fatores sociais associados às crianças e aos cuidadores. Estudos para o conhecimento de populações acometidas por agravos são essenciais ao desenvolvimento de ações de saúde focadas em problemas específicos e de interesse e responsabilidade da Atenção Básica. Trata-se de um estudo transversal com crianças escolares de oito anos de idade, matriculadas na rede de ensino municipal da cidade de Pelotas/RS e seus cuidadores. Para a coleta de dados, as crianças responderão a um questionário sociodemográfico. Os cuidadores responderão a um questionário sociodemográfico, o Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ), e a Medida Canadense de Desempenho Ocupacional (COPM). Para análise dos dados, serão utilizadas medidas de frequência, média e desvio-padrão para as variáveis qualitativas. Para a comparação das variáveis dicotômicas e contínuas, será utilizado o Teste T. Para a análise das variáveis contínuas, será utilizado o coeficiente de correlação de Pearson ou de Spearman, a depender a distribuição da amostra.

Objetivo Geral

- Traçar o perfil sociodemográfico das amostras de crianças escolares de oito anos e da amostra de cuidadores das crianças;
- Identificar a presença de transtornos emocionais e comportamentais (problemas emocionais, hiperatividade, problemas de conduta e problemas de relacionamento) na amostra de crianças escolares de oito anos;
- Identificar a percepção dos cuidadores de crianças escolares de oito anos a respeito do desempenho ocupacional dessas crianças;
- Verificar se há correlação entre a percepção dos cuidadores sobre o desempenho ocupacional das crianças e a presença de transtornos emocionais e comportamentais nas mesmas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BIANKA DOS SANTOS GARCIA1006/02/201706/06/2017
LIZE DA SILVA FREITAS306/02/201706/06/2017
PAOLA QUEVEDO RIVAS606/02/201706/06/2017
SILVIA WALQUIRIA LEAL CASTRO606/02/201706/06/2017
SUELEN SILVA DA SILVA606/02/201706/06/2017
THAMIRES DINIZ RODRIGUES DOS SANTOS606/02/201706/06/2017

Página gerada em 20/01/2021 17:40:09 (consulta levou 0.091191s)