Nome do Projeto
Temperatura dos grãos na secagem e tempo de armazenamento nas características químicas e físico-químicas dos óleos de mamona e soja para produção de biocombustíveis
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2006 - 01/08/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Resumo
O Brasil, vem se constituindo num dos maiores produtores mundiais de grãos oleaginosos, e começa a ter necessidade de armazenar os grãos por períodos mais longos, e não há estudos de conservabilidade que garantam armazenabilidade sequer por períodos médios, muito menos por longos períodos, com segurança operacional a cada cadeia produtiva, faltando informações seguras sobre parâmetros operacionais de secagem e armazenamento de grãos oleaginosos, em pequena e nem em média escalas. Atualmente, os grãos destinados à industrialização no Brasil são armazenados em grandes estruturas, tecnificadas e onerosas, distantes das realidades de pequenos e médios produtores. Objetivando-se, estudar efeitos de temperatura dos grãos na secagem e definir condições de armazenamento por médios períodos, que preservem as características físico-químicas e químicas dos óleos de soja e mamona, como matérias-primas para biocombustíveis, serão secados e armazenados grãos destas oleaginosas, em tecnologias típicas de pequenas e médias escalas de produção. Colhidos com umidade próxima a 20%, serão pré-limpos em máquina de pré-limpeza com sistema de ar e peneira, antes da secagem, em protótipo de secador de leito fixo, com controle de temperatura e fluxo de ar, em camadas delgadas de até 0,60m e três temperaturas dos grãos (35, 70 e 105°C) até atingirem umidade próxima a 12%, quando serão armazenados pelo sistema convencional, em condições ambientais controladas. Anualmente, a cada bimestre, durante seis meses, serão analisados Acidez do óleo, Índice de iodo, índice de saponificação e perfil de ácidos graxos, umidade e peso dos grãos, rendimento de extração e densidade do óleo.

Objetivo Geral

Avaliar efeitos da temperatura dos grãos na secagem e do tempo de armazenamento nas propriedades físico-químicas e químicas dos óleos de soja e mamona, para uso como matérias-primas de biocombustíveis.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
4
6
6
6
6
32
32
BRUNO ARTUR ROCKENBACH1201/03/201431/07/2014
CAROLINE LAMBRECHT DITTGEN1201/08/201531/07/2016
ISMAEL ALDRIGHI BERTINETTI1201/08/201228/02/2014
RENAN SOUZA SILVA1201/08/201331/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
MEGAPETROR$ 0,00
AGROENERGIA-MCTR$ 0,00
SCT-RSR$ 0,00
CAPESR$ 0,00
Min. Ciência & TecnologiaR$ 0,00
Sec. Ciência & Tecnologia/RSR$ 0,00

Página gerada em 20/01/2021 17:20:45 (consulta levou 0.077439s)