Nome do Projeto
Discutindo Metodologias para o ensino da Matemática nos anos iniciais (Ano II)
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
12/06/2017 - 31/12/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Educação
Linha de Extensão
Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem
Resumo
Discussão sobre ensino de matemática para os anos iniciais do ensino fundamental visando a apropriação de metodologias para o ensino de matemática nesse nível da educação básica, por professores da rede pública municipal/estadual e acadêmicos dos cursos de Pedagogia e Matemática da UFPel.

Objetivo Geral

Discutir metodologias de ensino de matemática para os anos iniciais do Ensino Fundamental a partir da utilização de materiais concretos, da literatura e da resolução de problemas, junto aos professores da rede pública da cidade de Pelotas e região e dos alunos dos cursos de Pedagogia e Matemática da UFPEL, contemplando a formação continuada e inicial desses sujeitos. As ações serão desenvolvidas pelos acadêmicos do curso de Licenciatura em Matemática e professores do Instituto de Física e Matemática da Universidade Federal de Pelotas, com o objetivo de complementar sua formação através da atuação prática no campo escolar. Durante as ações serão realizados registros, tendo como propósito a retomada reflexiva do processo realizado e a avaliação das atividades desenvolvidas.

Justificativa

O ensino de matemática na educação básica tem sido motivo de preocupação dos formadores de professores visto que, muitas vezes são utilizadas metodologias inadequadas para abordagem dos conceitos dessa matéria de ensino.
Diferentes pesquisas têm indicado para o fracasso do ensino de matemática e isso deve-se entre outros fatores a forma de abordagem desses conceitos de forma absolutamente teórica, o que impede sua apropriação por parte dos estudantes e acaba criando o mito de que matemática é difícil e não está ao alcance de todos.
Dessa forma, na preocupação constante em buscar soluções e alternativas para minimizar o baixo rendimento dos alunos em relação aos conhecimentos matemáticos, se propõe o presente projeto, com o intuito de incentivar a apropriação do uso dos materiais concretos, da literatura e da resolução de problemas pelos professores da rede pública e pelos acadêmicos do curso de Pedagogia para o ensino dos conceitos matemáticos.
Sendo assim, integrar os professores no processo de experienciação desses materiais se faz necessário, mas de forma contínua, para que a estagnação não aconteça. Acreditamos que isso só é possível quando estabelecemos espaços de diálogos e trocas de experiências.
Nesse contexto, percebe-se a necessidade de uma intervenção, seja ela por investimentos nos estudos realizados com os educandos ou oferta de cursos de formação continuada aos docentes.
Finalmente acreditamos na necessidade de atuação dos licenciandos do curso de Matemática em atividades de extensão nas quais possam experimentar atividades de docência, além daquelas disponibilizadas nas práticas de estágio curricular. Pela extensão os licenciandos de Matemática terão a oportunidade de contribuir para a formação inicial de seus colegas de universidade, acadêmicos do curso de Pedagogia, bem como na formação continuada dos professores da rede pública de ensino de Pelotas e região.

Metodologia

Por meio de grupos de estudos e oferecimento de palestras, mini cursos e oficinas a partir da demanda dos participantes:
• Oportunizar aos futuros educadores e professores da rede municipal momentos de formação inicial/continuada dentro do espaço escolar;
• Possibilitar aos docentes o conhecimento sobre o uso de materiais concretos, da literatura e da resolução de problemas no ensino de matemática e como estes podem auxiliar na aprendizagem dos educandos de forma mais significativa;
• Fomentar a reflexão acerca de atividades matemáticas;
• Promover espaço de discussão e problematização do ensino de conceitos matemáticos;
• Viabilizar aos acadêmicos do curso de Licenciatura em Matemática a vivência da prática docente no âmbito da escola oportunizando sua colaboração na formação continuada dos professores da rede municipal de ensino.
Num primeiro momento o grupo de acadêmicos e coordenadores irá fazer o estudo teórico dos materiais que serão utilizados nas atividades e elaborar material a ser apresentado aos participantes (acadêmicos de Pedagogia e professores da rede pública). Serão ainda planejados os roteiros para a realização das oficinas com atividades envolvendo o uso das diferentes metodologias para o ensino de matemática.
Num segundo momento, serão feitas reuniões com os acadêmicos e docentes para discussão de artigos e textos que envolvem o ensinar matemática no contexto dos anos iniciais e a experienciação das metodologias propostas, através de atividades e discussão sobre as possibilidades de cada uma.
Na medida em que o projeto for desenvolvido será feito registro das ações através de diários de bordo, relatando as ações pedagógicas no contexto das oficinas, para que, ao final do projeto, possa ser feito um estudo da prática vivenciada e elaboração de trabalhos científicos para socialização dessas ações.

Indicadores, Metas e Resultados

Participação efetiva da comunidade educacional de Pelotas e região contribuindo com a formação continuada dos professores das redes de ensino.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA BARBOZA DE OLIVEIRA
ANANDA SILVEIRA RIBEIRO
ANDRESSA DE OLIVEIRA BORGES
ANTONIO MAURICIO MEDEIROS ALVES5
CAMILA VALADÃO TELECHI
DOUGLAS WENDLER DE ANDRADE
ELISAMA PRIEBE KLUG
GREGORY SCHUMACHER SOARES
JAMILE SEUS JESKE
JÉSSICA GARCIA FUHRMANN
LARISSA TESTOLIN SCHMIESCKI DOS SANTOS
LEIDIANE BORBA DE SOUZA FEIJÓ
LETICIA KLEIN PARNOFF
LUANA MEDINA DE BARROS
PATRICIA MICHIE UMETSUBO GONÇALVES
PATRÍCIA CASARIN PEIL
PATRÍCIA GUTERRES BORGES
VÍTOR DIAS ABELAIRA

Página gerada em 20/05/2022 20:34:16 (consulta levou 0.090519s)