Nome do Projeto
Vivência de Handebol na UFPel
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
05/06/2017 - 31/12/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Esporte e lazer
Resumo
O presente projeto tem como objetivo geral disseminar, potencializar e qualificar a participação da comunidade pelotense em geral, assim como graduandos oriundos das diversas regiões do Brasil e que residam em Pelotas, na prática do desporto Handebol. Para, além disso, a implementação do referido trabalho, busca tornar vivo e potente os princípios da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na vida acadêmica de todos (as) os (as) graduandos (as) envolvidos (as), pois estará a cargo dos estudantes de Educação Física da ESEF/UFPel, sob a supervisão e orientação de uma professora da referida instituição. Os encontros ocorrerão nas dependências do ginásio da ESEF/UFPel, às segundas feiras, no horário das 19h30m às 20h30m, direcionado à pessoas em geral da comunidade de Pelotas, na faixa etária a partir dos dezessete anos, de ambos os sexos, que buscam um espaço de vivenciar o Handebol, sem o caráter competitivo. Destaca-se ainda que pautamos a presente proposta de trabalho em uma concepção de esporte assumida como um processo educativo que visa investir energia, prazer e alegria no viver, atuando sempre na perspectiva de qualificação da vida, dando condições que cada indivíduo seja trabalhado dentro de sua singularidade, visto que, a prática de atividades prazerosas leva, cada indivíduo, a um desenvolvimento maior com seu corpo, permitindo assim o seu engajamento na busca de uma harmonia de vida e no exercício pleno de sua cidadania.

Objetivo Geral

O presente projeto tem como objetivo geral disseminar, potencializar e qualificar a participação da comunidade pelotense em geral, envolvendo discentes da UFPel, sejam eles oriundos de Pelotas ou das diversas regiões do Brasil e que residam em Pelotas, graduandos de outras instituições de ensino superior ou pessoas sem vínculo acadêmicos, unidos pelo interesse na prática do desporto Handebol.

Justificativa

Dentre os muitos elementos motivadores para a implementação do referido projeto, destaca-se a concepção e a relevância que o esporte vem assumindo no contexto social brasileiro, ou seja, sua abrangência e legitimidade vêm paulatinamente crescendo, sendo considerado hoje constitucionalmente como um direito social e um dever do Estado.
Nos primeiros anos do século XX já estavam lançadas as bases e estabelecidos os sentidos básicos do que Nicolau Sevcenko chama de “febre esportiva”, observável principalmente nas décadas de 1920 e 1930; algo que vinha crescendo desde meados do século XIX, mas somente na virada do século encontrou condições concretas para se configurar melhor. Estavam forjados os pressupostos fundamentais de uma “civilização esportiva” (PRIORE & MELO, 2009 p. 69)
Impera, neste sentido, a necessidade de ações que viabilizem a democratização, valorização e acesso ao esporte, visto que, o mesmo, possui grande capacidade de mobilização e integração, resgatando os sujeitos para uma vida mais saudável, segura e solidária.
Entretanto, dentro do atual contexto de Pelotas, as possibilidades de locais para a prática do Handebol se restringem às instituições escolares. Sendo assim, ao finalizar a trajetória escolar, todos (as) àqueles (as) interessados (as) em permanecer praticando o referido esporte, não encontram nenhum espaço para que isso aconteça. A partir da contestação desta realidade e sensível a tais necessidades da comunidade pelotense é que o presente projeto emerge como uma possibilidade de que todos (as) permaneçam praticando o Handebol, independente de sua qualidade técnica, proporcionando um potente espaço de interação e de trocas de experiências.
Saliente-se ainda que as práticas esportivas, em suas diferentes manifestações, são constituintes da vida social, impulsionam relações entre pessoas e grupos, renovando vivências e laços de solidariedade, podendo proporcionar o desenvolvimento humano, gerando processos mais amplos de percepção e melhoria da qualidade de vida.

Metodologia

O presente projeto será realizado nas dependências do ginásio da ESEF/UFPel, com um encontro semanal, às segunda feiras, no período da noite, das 19h30m às 20h30m direcionado a pessoas da comunidade de Pelotas, que buscam um espaço de vivenciar o Handebol, sem o caráter competitivo. As atividades desenvolvidas estarão sob responsabilidade de alunos (as) da ESEF/UFPel e supervisão da professora coordenadora. Semanalmente serão realizadas reuniões visando o preparo das atividades a serem ministradas, assim como para o acompanhamento e avaliação do trabalho como um todo.

Indicadores, Metas e Resultados

O presente projeto tem como meta disseminar e potencializar a prática do Handebol na comunidade pelotense, sendo assim, espera-se atingir uma média de quarenta pessoas, de ambos os sexos, a partir dos dezessete anos, sejam oriundos de Pelotas ou de diferentes regiões do país, mas que residam na cidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ERALDO DOS SANTOS PINHEIRO2
JULIANO DA SILVA LEAL
LARA VINHOLES
ROSE MERI SANTOS DA SILVA2

Página gerada em 14/10/2019 08:46:23 (consulta levou 0.084813s)