Nome da Atividade
ARQUEOLOGIA DA DIÁSPORA AFRICANA
CÓDIGO
10910123
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O objetivo geral da disciplina é apresentar os temas, métodos e teorias da arqueologia da diáspora africana. Na primeira unidade, trabalharemos o conceito de diáspora africana, nas ciências humanas, em geral, e na arqueologia, em particular. Na segunda unidade, apresentaremos estudos de caso brasileiros em arqueologia da diáspora africana. Em ambas as unidades, discutiremos o racismo estrutural, os direitos humanos nas Américas e pensaremos políticas e narrativas antirracistas.

Objectives

Objetivo Geral:

Geral:
-Apresentar o processo histórico de formação do Brasil através da arqueologia da diáspora africana.
Específicos:
-Debater as principais correntes teóricas e metodológicas da Arqueologia da Diáspora Africana.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AGOSTINI, Camilla (Org.). Objetos da escravidão: abordagens sobre a cultura material da escravidão e seu legado. Rio de Janeiro: 7Letras, 2013.
  • HARTEMANN, Gabby. ; MORAES, Irislaine P. Contar Histórias E Caminhar Com Ancestrais: Por Perspectivas Afrocentradas E Decoloniais Na Arqueologia. Vestígios. Revista Latino-Am- ericana De Arqueologia Histórica, v. 12, p. 09-34, 2018.
  • JONES, Sian. The Archaeology of ethnicity: constructing identities in the past and the present. London: Routledge, 1997.
  • ORSER JUNIOR, Charles E. A Historical Archaeology of the modern world.New York and London: Plenum Press, 1996.

Bibliografia Complementar:

  • GUTIERREZ, E. J. B. Barro e sangue: mão-de-obra, Arquitetura e urbanismo em Pelotas. Pelotas: Editora da UFPel, 2005.
  • MAESTRI, M. O escravo no Rio Grande do Sul: a charqueada e a gênese do escravismo gaúcho. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia. São Lourenço. Caxias do Sul: Editora da UCS, 1984.
  • SOUZA, M. A. T. Uma outra escravidão: a paisagem social no Engenho de São Joaquim, Goiás. Vestígios: Revista Latino-Americana de Arqueologia Histórica, v.1, n.1. Belo Horizonte, 2007.
  • SYMANSKI, L. C. P.; SOUZA, M. A. T. de. O registro arqueológico dos grupos escravos: questões de visibilidade e preservação. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, v. 33. Brasília, 2007.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2024 / 1 30 7 Arqueologia (Bacharelado - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
QUI19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
LUCIO MENEZES FERREIRA
Professor responsável pela turma

Page generated on 2024-04-19 12:56:13 (query took 0.069767s)