Nome da Atividade
MÉTODOS AVANÇADOS EM AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR
CÓDIGO
16400112
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
CRÉDITOS
2

Ementa

A disciplina propõe revisar as bases teóricas da avaliação do consumo alimentar, como a
natureza da variabilidade de consumo, sub e suprarelato, erros de medida, ajuste por energia.
Apresenta e discute os diferentes tipos de variáveis do consumo (gramagem, densidade,
frequências, escores, quartis, quintis), suas aplicações e limitações. Dentre os itens de
atualização sobre o tema, será o uso e aplicação de marcadores bioquímicos do consumo
alimentar, variáveis instrumentais genéticas e métodos de mensuração do consumo associado
a tecnologia da informação. Como forma de avanços na área, a disciplina irá discutir o
protocolo de avaliação do consumo alimentar de importantes estudos epidemiológicos e de
intervenção nutricional.

Objectives

Objetivo Geral:

A disciplina tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre os principais métodos de
avaliação do consumo alimentar aplicados em estudos clínicos e epidemiológicos.

Conteúdo Programático

Conteúdos a serem abordados:
1. Métodos de avaliação do consumo de alimentos
2. Variabilidade do consumo alimentar
3. Ajuste para consumo de energia
4. Sub- e supra estimativa
5. Correção para o efeito de erro de medida
6. Construção e validação de questionários de frequência alimentar
7. Validade e reprodutibilidade de questionários de frequência de consumo
8. Marcadores bioquímicos do consumo alimentar
9. Variáveis instrumentais genéticas
10. Índices e padrões de consumo alimentar
11. Uso de novas tecnologias no desenvolvimento de métodos de avaliação do consumo

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Walter Willet (2013). Nutritional Epidemiology. Monographs in Epidemiology and Biostatistics, 3rd ed. New York: Oxford University Press

Bibliografia Complementar:

  • Usage of Mobile Applications or Mobile Health Technology to Improve Diet Quality in Adults. Scarry A, Rice J, O'Connor EM, Tierney AC.Nutrients. 2022 Jun 12;14(12):2437
  • Boushey CJ, Spoden M, Zhu FM, Delp EJ, Kerr DA. New mobile methods for dietary assessment: review of image-assisted and image-based dietary assessment methods. Proc Nutr Soc. 2017 Aug;76(3):283-294.
  • Cade J. Measuring diet in the 21st century: use of new technologies. Proc Nutr Soc 2017 Aug;76(3):276-282
  • Koletzko et al. FADS1 and FADS2 Polymorphisms Modulate Fatty Acid Metabolism and Dietary Impact on Health. Annu. Rev. Nutr. 2019.39:21-44.
  • Glaser et al. Genetic variation in polyunsaturated fatty acid metabolism and its potential relevance for human development and health. Maternal and Child Nutrition (2011), 7 (Suppl. 2), pp. 27–40
  • Drewnowski A. Uses of nutrient profiling to address public health needs: from regulation to reformulation. Proc Nutr Soc. 2017 Aug;76(3):220-229.

Page generated on 2024-02-24 05:49:41 (query took 13.299599s)