Nome da Atividade
FISIOLOGIA VEGETAL APLICADA À BIOTECNOLOGIA
CÓDIGO
22000485
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A disciplina abordará os mecanismos fisiológicos associados à produtividade, tolerância/resistência a estresses, qualidade pós-colheita e acúmulo de compostos de interesse. Serão abordados os processos relacionados ao balanço hídrico e nutricional nas plantas, fotossíntese, respiração, produção de fitormônios, bem como o metabolismo vegetal como um todo, para entendimento do crescimento e desenvolvimento vegetal e da resposta a condições adversas. O enfoque principal será abordar estratégias biotecnológicas atualmente utilizadas visando o aumento da produtividade, aumento da tolerância ou resistência a estresses, melhoramento de aspectos pós-colheita, biofortificação de plantas, além do desenvolvimento de biofábricas vegetais. Os alunos serão instigados a exercitar o raciocínio e a criatividade utilizando dos conhecimentos de fisiologia vegetal para sugerir soluções a problemas na agricultura. Os temas propostos para a disciplina serão abordados de forma teórica, enfatizando as estratégias e técnicas mais atualizadas na área, por meio da utilização de artigos científicos.

Objectives

Objetivo Geral:

Geral: Proporcionar a compreensão dos processos fisiológicos vegetais e do uso deste conhecimento para o desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos.
Específicos: Estudar os processos fisiológicos associados à produtividade, à tolerância/resistência a estresses, a aspectos de qualidade pós-colheita e ao acúmulo de compostos de interesse comercial, abordando as estratégias biotecnológicas para manipulação destes processos.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • TAIZ, Lincoln; ZEIGER, Eduardo. Fisiologia vegetal. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 819 p. ISBN 9788536316147.
  • MARENCO, Ricardo Antonio. Fisiologia vegetal: fotossíntese, respiração, relações hídricas e nutrição mineral. 3. ed. Viçosa: Ed. da UFV, 2009. 486 p.
  • FRITSCHE-NETO, R.; BORÉM, A. Melhoramento de plantas para estresses bióticos. Editora: Produção Independentes, 2012. 240p.
  • BORÉM, Aluízio (Ed.). Melhoramento de plantas para condições de estresses abióticos. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2011. 250p. ISBN 9788560249893.

Bibliografia Complementar:

  • Plantas geneticamente modificadas: desafios e oportunidades para regiões tropicais. Viçosa: Suprema, 2011. 390 p. ISBN 9788560249817
  • LARCHER, Walter. Ecofisiologia vegetal. 2. ed. São Carlos: RIMA, 2006. 550 p. ISBN 8586553038
  • BORÉM, Aluízio; FRITSCHE-NETO, Roberto. Biotecnologia aplicada ao melhoramento de plantas. Viçosa, MG: Suprema, 2013. 336 p. ISBN 9788581790190.
  • FISIOLOGIA e desenvolvimento vegetal. 6. Porto Alegre ArtMed 2017 1 recurso online ISBN 9788582713679 .
  • RAVEN, Peter H. Biologia vegetal. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. 830 p.
  • http://www.ncbi.nlm.nih.gov/
  • http://www.periodicos.capes.gov.br/

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
FISIOLOGIA VEGETAL APLICADA À BIOTECNOLOGIA Biotecnologia (Bacharelado)

Page generated on 2024-05-19 05:31:43 (query took 0.104668s)