Nome da Atividade
SEMINÁRIO DE PESQUISA
CÓDIGO
0100310
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA EAD
0
CARGA HORÁRIA EXERCÍCIOS
0
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
0
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Pesquisa experimental; pesquisa-ação; pesquisa participante; estudo de caso; estudo
etnográfico; análise de conteúdo; análise textual discursiva; análise do discurso;
pesquisa histórica; pesquisa bibliográfica; estudos longitudinais e transversais.
Métodos e metodologia da pesquisa em Educação Matemática. Pesquisas
quantitativas e qualitativas na Educação Matemática.

Objetivos

Objetivo Geral:

Geral:
Orientar os estudos em Metodologia da Pesquisa com vistas a elaboração de
um projeto de investigação em Educação Matemática.

Específicos:
- Conceituar a metodologia de pesquisa e identificar as razões de realizarmos
investigações em Educação Matemática; Introduzir o processo de escolha e definição do problema de pesquisa e seus
objetivos;
- Classificar as pesquisas quanto à sua natureza, abordagem do problema,
finalidades e métodos;
- Conhecer as etapas necessárias para a elaboração de um projeto de
pesquisa;
- Conhecer diferentes métodos de coleta de dados: observação, entrevista e
análise documental;
- Identificar as etapas da realização da análise documental;
- Conhecer a análise de conteúdo e análise discurso;
- Elaborar projeto para pré-qualificação.

Conteúdo Programático

Construção do conhecimento.
A pesquisa científica: objetivos, tipos de pesquisa; quanto à abordagem; quanto à
natureza; quanto aos procedimentos: pesquisa experimental, pesquisa bibliográfica;
estudo de caso; pesquisa participante; pesquisa-ação; pesquisa etnográfica;
pesquisa histórica. Análise de conteúdo. Análise de discurso.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BORBA, Marcelo; Araújo, Jussara (org). Pesquisa Qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

Bibliografia Complementar:

  • ANDRÉ, M.; Lüdke, M. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.
  • BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977. Disponível em https://madmunifacs.files.wordpress.com/2016/08/anc3a1lise-de-contec3bado-laurence-bardin.pdf
  • BLOCH, Marc. Apologia da história ou ofício de historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.
  • BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Braziliense, 1998.
  • CERTEAU, Michel. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense, 1982.
  • ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 2006.
  • Fiorentini, Dario; Lorenzato, Sergio. Investigação em educação matemática percursos teóricos e metodológicos. São Paulo: Editores Associados, 2006.
  • Flick, Uwe. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.
  • Foucault, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Editora Loyola, 1996.
  • Gerhardt, Tatiana; Silveira, Denise.(org.). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em <http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf>.
  • Goldenderg, Mirian. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro, São Paulo: Record, 2005.
  • Gomes, Maria L. G. Narrativas Autobiográficas e Pesquisa em História da Educação Matemática: notas metodológicas. Perspectivas em Educação Matemática. v.8, n. 18, 2015, p. 587-606. Disponível em http://www.seer.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1465
  • Ginzburg, Carlo. O fio e os rastros: verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
  • Lüdke, Menga; André, Marli E. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1986.
  • Minayo, Maria Cecília de Souza (org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis (RJ), Vozes, 2002.
  • Minayo, Maria Cecília de Souza. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde (CLAVES), p. 621- 626.
  • Orlandi, E. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.
  • Pais, Luiz Carlos. Didática da Matemática: uma análise da influência francesa. São Paulo: Autêntica, 2007.
  • Pêcheux, M. Semântica e discurso. Campinas: Unicamp, 1988.
  • Pires, Célia C.; Gonçalves, Harryson J. L. Aspectos Conceituais e Epistemológicos da Educação Comparada Presentes no Projeto “Pesquisas Comparativas sobre Organização e Desenvolvimento Curricular na Área de Educação Matemática, em Países da América Latina.
  • Richardson, Roberto. Pesquisa Social: métodos e técnicas. Rio de Janeiro: Atlas, 2007.
  • Schoenfeld, Alan. Purposes and Methods of Research in Mathematics Education. Notices of the AMS. V. 47, n. 6, Jun/jul, 2000. p. 641- 649.
  • Silva da Silva, Circe; [et al]. Metodologia da pesquisa em educação do campo: povos, territórios, movimentos sociais, saberes da terra, sustentabilidade. Vitória, ES: UFES, Programa de Pós-Graduação, 2009. Disponível em http://web2.ufes.br/educacaodocampo/down/metodologia.pdf
  • Tiollent, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 1986.

Página gerada em 01/07/2022 22:29:22 (consulta levou 0.056841s)