Nome da Disciplina
SISTEMA DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA
CÓDIGO
01210013
Carga Horária
90 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
6
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
6
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Cereais e leguminosas de estação estival e de inverno, introdução e desenvolvimento, ecofisiologia, época de semeadura, cultivares, manejo da área, estabelecimento e manejo da lavoura, colheita e utilização, sistemas de cultivo.

Objetivos

Objetivo Geral:

Capacitar o aluno para o entendimento das técnicas de manejo para a produção de plantas de lavoura, com base na integração de conhecimentos de morfologia, anatomia, ecofisiologia e melhoramento de plantas, tendo em vista a harmonia com os ecossistemas e a adequação à condição socioeconômica e cultural do produtor.

Conteúdo Programático

O programa da disciplina envolve o estudo das culturas de cereais e leguminosas de
estação estival e de inverno. Serão estudas as culturas do tabaco, algodão, cereais
de inverno (trigo, cevada, centeio, aveia e triticale), mandioca, sorgo, cana-de-açúcar,
feijão, soja, milho e arroz irrigado.
O programa abrangerá os seguintes pontos para cada cultura:
Introdução
Origem, histórico, importância socioeconômica, formas de utilização das espécies.
Crescimento e Desenvolvimento
Morfologia e anatomia de semente, plântula, órgãos vegetativos e reprodutivos,
estádios de desenvolvimento: semeadura-emergência, vegetativo, reprodutivo e
maturação.
Ecofisiologia
Exigências hídricas, térmicas e fotoperiódicas. Zoneamento agroclimático. Nutrição
mineral e seus efeitos no acúmulo de matéria seca e outros processos fisiológicos da
planta. Resposta da planta a condições de estresse.
Época de semeadura
Critérios de escolha. Interação entre época de semeadura e cultivares.
Recomendações de épocas mais apropriadas e características agronômicas das
plantas.
Cultivares
Características agronômicas. Obtenção de novas cultivares. Critérios para escolha.
Regionalização e recomendação de cultivares.
Manejo da área
Critérios para a escolha da área. Preparo do solo. Correção de acidez e fertilidade do
solo
Estabelecimento da lavoura
Qualidade de semente. Densidade de semeadura. Arranjo de planta. Profundidade
de semeadura. Sistemas de semeadura. Adubação de manutenção.
Manejo da lavoura
Plantas daninhas, pragas, moléstias e seus controles. Adubação nitrogenada em
cobertura. Necessidades de irrigação e drenagem. Outras práticas específicas para
uma dada espécie. A interação prática cultural, estádio de desenvolvimento da cultura
e seus reflexos nos componentes do rendimento e na produtividade. Manejo da
lavoura para produção de grãos e para produção de sementes. Prejuízos com o
atraso da colheita.
Sistemas de cultivo
Consorciação, sucessão e rotação de culturas. O planejamento da lavoura ao longo
do tempo.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ARAUJO, R.S.; RAVA, C.A.; STONE, L.F.; ZIMMERMANN, M.J.O. Cultura do feijoeiro comum no Brasil. Piracicaba: Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato, 1996. 786p. ALDRICH, S.A.; SCOTT, W.O. Modern soybean production. Illinois: S&A Publications, 1970. 192p. GOMES, A. da S. MAGALHÃES JÚNIOR, A.M. Arroz irrigado no sul do Brasil. Brasília: EMBRAPA. 2004. 899p. MIYASAKA, S.; MEDINA, J.C. A soja no Brasil. Campinas: Instituto de Tecnologia de Alimentos. 1981. 1062p. PATERNIANI, E. Produção e melhoramento do milho no Brasil. São Paulo: Fundação Cargill. 1980. 660p. PESKE, S.T.; SCHUCH, L.O.B.; BARROS, A.C.S.A. Produção de arroz irrigado. 3. ed. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2004. 623p. PESKE, S.T, TRIGO, L.F.N.; OUTUMURO, M.F.O. Soya: Producción y tecnología. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2005. 548p.

Bibliografia Complementar:

  • CAMPBELL, M.K. Bioquímica. Porto alegre: Artes Médicas Sul, 2000. 751p. CANTARELLI, L.D. Distribuição espacial e comportamento individual de plantas em função da qualidade fisiológica das sementes, em populações de soja. 2005. 37f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Sementes) – Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, 2005 CASTRO, P.R.C.; FERREIRA, S.O. & YAMADA, T. Ecofisiologia da produção agrícola. Piracicaba: associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato, 1987. 249p. KOHLS, I. Distribuição espacial e variabilidade entre plantas em populações de arroz, em função da qualidade fisiológica das sementes. 2006. 37f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Sementes) – Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Universidade Federal de Pelotas, 2006. LARCHER, W. Ecofisiologia vegetal. São Carlos: RiMa Artes e Textos, 2000. 531p. LOOMIS, R.S.; WILLIAMS, W.A. Maximum crop produtivity: an estimate. Crop MALAVOLTA, E.; VITTI, G.C.; OLIVEIRA, S.A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. Piracicaba: Potafós, 2. ed., 1997. 319p.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2019 / 2 60 15 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
QUA14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
ANTONIO COSTA DE OLIVEIRA
Professor Regente

CARLOS BUSANELLO
Professor Regente

TIAGO PEDO
Professor Regente

CARLOS ROGERIO MAUCH
Professor responsável pela turma

Página gerada em 09/12/2019 21:57:04 (consulta levou 0.163766s)