Nome da Disciplina
HERBOLOGIA
CÓDIGO
0200040
Carga Horária
51 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Biologia e ecofisiologia de plantas daninhas; Aspectos gerais de manejo e controle de plantas
daninhas; Estudos dos herbicidas; comportamento de herbicidas no ambiente; absorção e
translocação de herbicidas nas plantas; Mecanismos de ação de herbicidas; Adjuvantes agrícolas;
Tecnologia de Aplicação de Herbicidas; e Resistência de plantas daninhas a herbicidas.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conduzir o estudante a adquirir conhecimento sobre:
Aspectos relativos à biologia e interferência das plantas daninhas com as espécies cultivadas e
metodologias utilizadas para saber maneja-las de forma integrada respeitando os limites de
tolerância, no tempo e no espaço, de convivência entre plantas cultivadas e espécies
espontâneas;
Composição química, comportamento no solo e na planta dos principais herbicidas e formas de
utilização nas principais culturas da região

 

Objetivos Específicos:

Procurar desenvolver no estudante de agronomia conhecimentos que o torne capaz de saber
utilizar as principais práticas de controle integrado de plantas daninhas em diferentes sistemas de
produção, visando não só atingir o teto de rendimento máximo mas também desenvolver uma
agricultura com baixo impacto ambiental e que garanta a sustentabilidade para gerações
presentes e futuras.

Conteúdo Programático

– Biologia e Ecofisiologia das Plantas daninhas
– Aspectos gerais de manejo e controle de plantas daninhas
– Estudo dos herbicidas:
– Comportamento ambiental dos herbicidas
- Absorção e translocação de herbicidas nas plantas
- Mecanismos de ação de herbicidas
– Adjuvantes
– Tecnologia de aplicação
– Resistência de Plantas Daninhas a herbicidas

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • KISSMANN, K.G. Plantas Infestantes e Nocivas. Tomo I. 2 ed. São Paulo: BASF, 1997. 826p.
  • KISSMANN, K.G. & GROTH, D. Plantas Infestantes e Nocivas. Tomo II. 2 ed. São Paulo: BASF, 1999. 978p.
  • KISSMANN, K.G. & GROTH, D. Plantas Infestantes e Nocivas. Tomo III. 2 ed. São Paulo: BASF, 2000. 726p.

Bibliografia Complementar:

  • AGOSTINETTO, D.; VARGAS, L. Resistência de plantas daninhas a herbicidas no Brasil. Passo Fundo : Editora Berthier, 2009. 352p.
  • CHRISTOFFOLETI, Pedro Jacob (Coord.). Aspectos de resistência de plantas daninhas a herbicidas. Londrina: Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas aos Herbicidas, 2003. 90 p.
  • LORENZI, H.Plantas Daninhas do Brasil - terrestre, aquáticas, parasitas e tóxicas. 6ª edição. Editora: Plantarum, 2008. 640p.
  • OLIVEIRA JR., R. S. de; CONSTANTIN,J.; HIROKO, M. Biologia e Manejo de Plantas Daninhas. Maringá: UEM, 2011. 348 p.
  • VARGAS, L.; ROMAN, E.S. Manual de Manejo e Controle de Plantas Daninhas. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2004. p.519-570.

Página gerada em 18/09/2019 14:58:57 (consulta levou 0.141083s)