Nome da Disciplina
INTRODUÇÃO AO ROTEIRO
CÓDIGO
05000045
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O roteiro como estrutura dramática: teoria narrativa, etapas que antecedem o roteiro e a formatação do roteiro literário.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo Geral
Introduzir o conceito de narrativa e a terminologia do contador de histórias. Colocar o estudante no contexto profissional do roteirista de cinema no Brasil da atualidade. Enriquecer o vocabulário cinematográfico dos estudantes, no que se refere a teoria da narrativa audiovisual, desde a “Poética” de Aristóteles até os teóricos do cinema contemporâneo.

Objetivos Específicos
Apresentar ao estudante a tarefa de escrever pensando em imagens. Introduzir o conceito de narrativa e o conceito de percepção, analisando a impressão de realidade no cinema e a diferença entre o tempo real e o tempo fílmico. Suscitar a interpretação das diversas facetas da linguagem audiovisual. Trabalhar dramaturgia e os recursos da narrativa: personagem, foco narrativo, estrutura, conflito, clímax, resolução, diálogo, etc.
Incrementar o repertório dos acadêmicos com textos de teóricos da comunicação. Oferecer referências narrativas mediantes exibição de diversos curtas-metragens brasileiros de ficção. Estimular a leitura de contos e livros didáticos da área. Praticar todas as etapas do roteirista: storyline, biografia de personagem, argumento, escaleta e tratamento.


 

Objetivos Específicos:

Apresentar ao estudante a tarefa de escrever pensando em imagens. Introduzir o conceito de narrativa e o conceito de percepção, analisando a impressão de realidade no cinema e a diferença entre o tempo real e o tempo fílmico. Suscitar a interpretação das diversas facetas da linguagem audiovisual. Trabalhar dramaturgia e os recursos da narrativa: personagem, foco narrativo, estrutura, conflito, clímax, resolução, diálogo, etc.
Incrementar o repertório dos acadêmicos com textos de teóricos da comunicação. Oferecer referências narrativas mediantes exibição de diversos curtas-metragens brasileiros de ficção. Estimular a leitura de contos e livros didáticos da área. Praticar todas as etapas do roteirista: storyline, biografia de personagem, argumento, escaleta e tratamento.

Conteúdo Programático

1. O ofício do roteirista.
2. Roteiro e o cinema nacional contemporâneo.
3. Cinema e comunicação: introdução ao processo de contar histórias com imagens.
4. A terminologia do contador de histórias.
5. O conceito de narrativa: o sistema narrativo aristotélico e a teoria audiovisual contemporânea.
6. Personagem e dramaturgia: conflito, ação dramática, foco narrativo e uso da voz over.
7. Estrutura e narrativa: o tempo representado, apresentação, conflito, confrontação, clímax, resolução.
8. O universo da história: significado e simbologia.
9. As etapas do roteirista: storyline, biografia de personagem, argumento, escaleta e tratamento.
10. Formatação do roteiro (guia master scenes).

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ARISTÓTELES. Poética. Lisboa: Guimarães e Cia Editores. (BCS - 108 P418a, 1 exemplar) CAMPOS, Flavio de. Roteiro de cinema e televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007. (BCS - 791.437 C198r, 3 exemplares) FIELD, Syd. Manual do roteiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995. (BCS - 791.43 F453m, 4 exemplares)

Bibliografia Complementar:

  • BAUDRILLARD, Jean. Tela Total: mito-ironias da era do virtual e da imagem. Porto Alegre: Sulina, 2005. (BCS - 301 B342t – 1 exemplar) BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. São Paulo: Brasiliense, 1981. (BCS - 001.08 P953 09 – 2 exemplares) CARRIÈRE, Jean Claude e BONITZER, Pascal. Prática do Roteiro Cinematográfico. São Paulo: Editora JSN, 1996. (BCS - 791.437 C318p, 3 exemplares) COMPARATO, Doc. Roteiro – arte e técnica de escrever para cinema e televisão. Rio de Janeiro: Nórdica, 1983. (BCS - 791 C737r 3, 1 exemplar) DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997. (BCS - 303.4 D287s, 1 exemplar) GOLIOT-LÉTÉ, Anne; VANOYE, Francis. Ensaio sobre a análise fílmica. Campinas: Papirus, 1994. (BCS - 791.437 V272 / 4.ed., 8 exemplares) METZ, Christian. A significação no cinema. São Paulo: Perspectiva, 2006. (BCS - 791.43 M596s 0054 2.ed., 14 exemplares)

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2020 / 1 28 0 Cinema de Animação (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
INTRODUÇÃO AO ROTEIRO Cinema e Audiovisual (Bacharelado)
INTRODUÇÃO AO ROTEIRO Cinema de Animação (Bacharelado)

Página gerada em 26/01/2020 19:40:01 (consulta levou 0.174757s)