Nome da Atividade
TEORIA E CRÍTICA DA ARTE
CÓDIGO
05000613
Carga Horária
45 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

História da Crítica da Arte. Estudo das possíveis
interpretações da obra de arte. Análise e mudança de
paradigmas da arte contemporânea. Desenvolvimento
prático da critica de arte a partir da produção dos
alunos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Reconhecer o significado e a importância da Crítitca
da Arte para a cultura artística ocidental.
Identificar as diferentes fases que definiram a
evolução histórica da Critica de Arte até a
contemporaneidade. Reconhecer e desenvolver
capacidade de operacionalizar as diferentes
possibilidades de análise e leitura de obras, sob o
ponto de vista da Critica de Arte. Reconhecer as
alterações provocadas no campo da Estética e da
Crítica de Arte do século XX com o surgimento de
novos paradigmas.

Conteúdo Programático

UNIDADE I
Evolução histórica da Critica de Arte. Mudanças de
paradigma na arte e da critica de arte.
Alterações na função do crítico de arte. O papel do
crítico de arte na contemporaneidade.
UNIDADE II
Estudo de textos de importantes críticos de arte
internacionais. A importância de Charles
Baudelaire para o surgimento da critica moderna no
século XIX. A importância de Clement
Greenberg para a crítica de arte do século XX.
UNIDADE III
Exercícios de análise e leitura de obras. Exercícios de
análise e leitura de textos críticos brasileiros.
Exercícios da escritura e reescritura, Ensaios de crítica
de arte.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALBERTI, Leon B. Da Pintura. Campinas: Unicamp. 1992.
  • ARGAN, Giulio C. Arte e Crítica de Arte. Lisboa: Estampa, 1988
  • ARGAN, G. C. FAGIOLO. M. Guia de História da Arte. Lisboa: Estampa. 1994. 158 p.
  • BAZIN, Germain. História da História da Arte; De Vasari a nossos dias. São Paulo: Martins Fontes. 1989. 545 p.
  • BOSI, A. Reflexões sobre a Arte. São Paulo: Ática. 1989.
  • BRONOWSKI, Jacob. Arte e Conhecimento; Ver, imaginar, criar. São Paulo: Martins Fontes, 1983. 208 p.
  • HAUSER, Arnold. Teorias da Arte. Lisboa: Presença, 1988. 358 p.
  • RICHARD, André. A crítica de arte. São Paulo: Martins Fontes, 1988. 118 p.
  • VENTURI, Lioneilo. História da Crítica de Arte. Lisboa: Edições 70. 1984.
  • WÔLFFLIN, Heinrich. Conceitos Fundamentais da História da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

Bibliografia Complementar:

  • BAUDELAIRE, Charles. Escritos sobre Arte. São Paulo: Imaginário! Edusp. 1991. 122 p.
  • BAUDELAIRE, C. Obras Estéticas. Petrópolis: Vozes, 1993.
  • BAYER, Raymond. História da Estética. Lisboa: Estampa, 1979. 459 p.
  • BORGES, Stella Maris MAGALHÃES, Maria Helena de Andrade. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 34 cd. Belo Horizonte: UFMG, 1996.
  • GULLAR, Ferreira. Argumentação contra a morte da arte. 2a cd. Rio de Janeiro: Revan, 1993. 135 p.
  • RAGON. Michel. Vingt-cinq ans d’art vivant; Chronique vécue de l’art contemporain de l’abstraction aupop art, 1944-1969. Paris: Galilée. 1986. 518 p.
  • SCHAPIRO, Meyer. A arte moderna; Séculos XIX e XX Ensaios escolhidos. São Paulo: EDUSP. 1996. 345 p.
  • SOUPAULT. Philippe. Écrits sur l’art du XC siècle. Paris: Cercle d’Art, 1994. 465 p.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
TEORIA E CRÍTICA DA ARTE Artes Visuais (Bacharelado)

Página gerada em 28/05/2022 05:40:38 (consulta levou 0.407212s)