Nome da Disciplina
HISTÓRIA E TEORIA DO DOCUMENTÁRIO
CÓDIGO
05000693
Carga Horária
30 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ampla visão da prática documental numa perspectiva histórica e conceitual.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conhecer de forma global a cultura do documentário e como ela se manifesta no Brasil, privilegiando a discussão contemporânea sobre o quanto as práticas narrativas afetam o conteúdo dos filmes;

 

Objetivos Específicos:

Refletir como os principais movimentos surgidos no documentário influenciaram as diversas vertentes documentais praticadas no mundo; analisar estilos de documentaristas e seu conteúdo ético, abrangendo questões étnico raciais e problematizações do campo ambiental; trazer o aspecto do real e do ficcional dentro do gênero, e como isto pode refletir na própria produção acadêmica; trabalhar análise fílmica do gênero documental.

Conteúdo Programático

Unidade I – O documentário narrativo: Nanook do Norte
Unidade II – O cinema direto
Unidade III – O cinema verdade
Unidade IV – A tese: Michael Moore
Unidade V – A entrevista e a experimentação: Eduardo Coutinho
Unidade VI – A ética no documentário

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AUMONT, Jacques; MARIE, Michel. Dicionário teórico e crítico de cinema. 5. ed. Campinas: Papirus, 2012. 335 p. R 791.4303 A925d 5.ed. 3 exemplares (BCS) BERNARDET, Jean-Claude. Cineastas e Imagens do Povo. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. 791.433 C574 – 3 exemplares NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Campinas: Papirus, 2012. 270 p. (Coleção campo imagético) 791.43 N616i 5.ed. 2 exemplares (BCS)

Bibliografia Complementar:

  • CAETANO, Maria do Rosário (Org.). DOCTV: operação de rede. São Paulo: Instituto Cinema em Transe, 2011. 287 p. 791.450232 D637 1 exemplar (BCS) CANEVACCI, Massimo. Antropologia do cinema : do mito a industria cultural. São Paulo : Brasiliense, 1984 (791.43 C221a ex.1) PINTO. Ivonete. “A obsessão Emak Bakia”, Site da ABRACCINE, 2013. In: http://abraccine.org/tag/emak-bakia/ ______________. “F for Fake – Mentir para encantar”. Revista online Orson, nº 01, 201. In: http://goo.gl/HDDMSU RAMOS, Fernão Pessoa (Org.). Teoria contemporânea do cinema. São Paulo: Ed. SENAC São Paulo, 2005. 2 v. (v.1 e 2) 791.43 T314 – 6 exemplares (BCS)

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
HISTÓRIA E TEORIA DO DOCUMENTÁRIO Cinema e Audiovisual (Bacharelado)
HISTÓRIA E TEORIA DO DOCUMENTÁRIO Cinema de Animação (Bacharelado)

Página gerada em 19/10/2019 19:30:47 (consulta levou 0.154716s)